Vettel minimiza quebra e diz que precisa se acostumar a “carro diferente” da Aston Martin

Para Sebastian Vettel, o mais importante desta fase de adaptação é tentar entender ao máximo o carro da Aston Martin, o AMR21. O tetracampeão falou também sobre a quebra do câmbio neste sábado. “Infelizmente, não foi uma manhã muito produtiva”

Lewis Hamilton escapou na curva 13 e causou bandeira vermelha no dia 2 de teste da F1 no Bahrein (Vídeo: Divulgação)

Sebastian Vettel vive um momento totalmente novo na carreira como piloto da Aston Martin. Depois de ter corrido nas seis últimas temporadas pela Ferrari, o alemão volta a defender uma equipe com base na Inglaterra e, pela primeira vez na Fórmula 1, vai ser empurrado pelo motor Mercedes. Depois do seu primeiro dia a bordo do AMR21, o tetracampeão salientou que o novo modelo é muito diferente dos últimos carros que já guiou e, por isso, vai precisar de algum tempo para se adaptar às peculiaridades. Neste sábado (13), o piloto completou apenas 10 voltas em razão de uma quebra no câmbio do carro, mas, sobre isso, Seb minimizou. “Isso acontece”.

Na visão de Vettel, o mais importante é entender as peculiaridades do novo modelo da Aston Martin. “Ainda há muitas coisas às quais preciso me acostumar. Obviamente, o carro é diferente, funciona de forma diferente, é uma unidade de potência diferente, com muitos interruptores, botões e procedimentos distintos”, explicou o alemão em entrevista veiculada pelo site britânico RaceFans.

“O carro é diferente também em termos de pilotagem, então é uma abordagem diferente. Depois, coisas básicas, como direção, freios e o comportamento do carro, são coisas que preciso me acostumar. Ainda há uma certa margem para mim e uma melhora que preciso fazer ao pilotar, simplesmente para me familiarizar com o carro”, comentou.

Sebastian Vettel teve uma manhã difícil com a Aston Martin neste sábado no Bahrein (Foto: Aston Martin)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

WEB STORIES: Tudo sobre o segundo dia de pré-temporada da F1

Depois de já ter acelerado com carros empurrados por motor BMW, Ferrari — nos tempos de Toro Rosso —, Renault — nos anos de ouro da Red Bull — e, novamente, Ferrari, Vettel tem sua primeira experiência na F1 com uma unidade motriz da Mercedes. O piloto de 33 anos falou sobre as suas primeiras impressões.

“Obviamente, é bem diferente. Ele é operado de uma forma diferente, então há muita coisa para absorver em termos de operação, funcionamento, é diferente do que eu estava acostumado. Mas é sobre me atualizar”, disse.

“Não faço comparações por respeito aos demais fabricantes, mas, em termos de performance, todo mundo sabe a força do motor Mercedes, então, nesse aspecto, não temos desculpas”, complementou.

Na visão do tetracampeão, os trabalhos de pré-temporada não são sobre a tabela de tempos e vão muito além. “Ainda há muitas coisas que preciso aprender e me atualizar. Por enquanto, não prestei muita atenção aos tempos de voltas. Foi simplesmente sentir e analisar as nossas coisas para tentar fazer uma leitura correta do carro com as muitas informações que tentamos obter”.

Em entrevista ao site alemão Motorsport-Magazin, Vettel lamentou pela baixa quilometragem em razão do problema no câmbio do carro da Aston Martin na manhã deste sábado em Sakhir.

“Infelizmente, não foi uma manhã muito produtiva. Tivemos de trocar a caixa de câmbio. Mas isso acontece. Gostaríamos de obter mais dados, portanto, esperamos ter um bom dia amanhã. Mas as coisas são assim, ainda temos uma longa temporada pela frente”, concluiu.

O GRANDE PRÊMIO traz uma cobertura pra lá de especial dos ensaios da Fórmula 1 em Sakhir. Acompanhe toda a transmissão dos testes de pré-temporada AO VIVO e em TEMPO REAL.

E, ao fim de cada um dos dias de teste, às 13h (de Brasília), vai ao ar o BRIEFING, programa AO VIVO na GP TV, o canal do GRANDE PRÊMIO no YouTube, com Victor Martins, Evelyn Guimarães e Pedro Henrique Marum presentes à mesa virtual com o debate completo sobre a pré-temporada da F1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube