Vettel revela tristeza por estar no pelotão do meio na F1: “Sou acostumado a vencer”

Ainda que não se arrependa de ter firmado vínculo com a Aston Martin, Sebastian Vettel lamenta por estar apenas no meio do pelotão da F1

A confusão da largada no GP do México (Vídeo: Band)

Tetracampeão mundial de Fórmula 1, Sebastian Vettel passou muitos anos brigando por títulos, vitórias e pódios. Para a temporada de 2021, após um ano conturbado na Ferrari, o alemão decidiu seguir novos rumos na Aston Martin, principalmente após um excelente ano da então equipe Racing Point. A realidade, no entanto, foi outra. Em um ano ainda irregular, Vettel pontuou em apenas seis das 18 corridas até o momento — embora tenha conquistado um pódio no Azerbaijão —, além de brigar na maioria das vezes no pelotão intermediário, o que, para ele, não é agradável.

“A satisfação quando você cruza a linha de chegada simplesmente não é a mesma”, disse ele, em entrevista à Sky Sports. “Depois de ganhar uma corrida e subir ao pódio, você recebe um impulso enorme dos fãs depois e, de certa forma, a confirmação de que você fez uma corrida. Agora, quando você corre e consegue um oitavo ou 10º lugar e sente que fez uma corrida muito boa, sem erros, ainda é apenas o 10º, nono, oitavo lugar. Não é para isso que estou aqui. Talvez eu seja mimado, sou acostumado a vencer e estar à frente”, acrescentou.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Sebastian Vettel (Foto: Aston Martin)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

A equipe britânica já anunciou que o piloto do carro #5 seguirá com a equipe para os novos desafios de 2022, ao lado de Lance Stroll. Inclusive, Lawrence Stroll, dono da Aston Martin, já deixou claro que tem planos ambiciosos para a escuderia nos próximos anos, com o principal objetivo de fazê-la campeã mundial em cinco anos.

Vettel confirma o comprometimento do mandatário canadense. Para ele, a Aston Martin segue o caminho certo e, mesmo que ainda não tenha lutado por uma vitória em 2021, ele acredita que pode fazê-lo nos próximos anos.

“O Lawrence [Stroll] é muito sério e a equipe está no caminho certo. Tudo o que está acontecendo é muito, muito promissor. Estabelecer um cronograma é sempre difícil porque todos estão estabelecendo a mesma coisa, todos nós queremos voltar às vitórias, seja McLaren ou Alpine. Há duas equipes no momento lutando lá na frente [Red Bull e Mercedes], e depois há a Ferrari”, comentou Vettel.

“Sempre acreditei que há uma corrida para vencer, senão não correria mais. Claro, se você olhar as estatísticas, se você começar em 12º, 10º ou oitavo, então você não está obviamente na pole position. Mas não me arrependo [de ter aceitado o desafio], acho que isso é o principal”, concluiu.

F1: VERSTAPPEN VENCE IMPASSE MEXICANO NA LARGADA E SE APROXIMA DE TÍTULO | Paddock GP #264
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar