Sem apresentar patrocinador, McLaren surpreende e revela modelo MP4-29 com bico em ‘M’

Primeiras imagens do carro com o qual o time prateado disputará a temporada 2014 da F1 mostram tendência de bico afinado e cilíndrico com duas hastes laterais que formam um 'M'

As imagens da McLaren MP4-29                                                           


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

A McLAREN apresentou nesta sexta (24) o modelo MP4-29, carro com o qual disputará a temporada 2014 da F1. Equipado com motor Mercedes e ainda sem o patrocinador principal estampado na pintura, o carro conta com bico semelhante ao da Williams, mais fino e cilíndrico na ponta, mas com duas hastes laterais que formam um 'M'.

A expectativa criada pelo novo regulamento  e até pela imagem lançada pela Williams dias atrás, com um bico afinado, quase um apêndice  já deu alguns batismos ao estilo adotado pelo time prateado. Tirando os impublicáveis, muitos se referiram à figura do sempre saudoso tamanduá Gonzo, personagem histórico dos 'Muppet Babies'.

Nova McLaren MP4-29 (Foto: Reprodução/Twitter)
Apostando no arrojo do novo visual aerodinâmico, o time sabe que terá uma temporada de dificuldades – questão que não deve deixar ilesa nenhuma das equipes do grid de 2014. A escuderia espera que o carro sofra "potencialmente mais mudanças técnicas ao longo de um único campeonato do que qualquer outro carro" já feito anteriormente por eles.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

A expectativa da McLaren acerca do novo modelo é alta, porém o time permanece com os pés no chão. De acordo com Jonathan Neale, diretor da escuderia de Woking, as mudanças no regulamento tornam qualquer prognóstico ainda incerto a respeito de 2014.

 
"Temos sido relativamente pragmáticos com isso. Sabemos que, a princípio, a necessidade de coerência supera a necessidade de performance", afirmou, enfático. "Os testes de inverno não serão sobre o acerto ou o aperfeiçoamento do carro. Serão sobre a compreensão dos limites operacionais do carro da melhor maneira possível."
 
"Já temos um pacote de atualização que estamos preparando para a primeira corrida e estamos descobrindo coisas novas no túnel de vento o tempo todo. Quando começarmos os testes de pista, acho que teremos uma transferência intensa de ideias e conceitos. Isso será a questão central para definir quem vai ganhar ou perder o campeonato."
 
O patrocinador principal da equipe ainda é um mistério. A renovação do acordo com o Banco Santander, que já dura oito anos, foi confirmada oficialmente. Porém, a marca que dará cor aos carros da equipe britânica ainda é desconhecida.
Kevin Magnussen, Jenson Button e Stoffel Vandoorne (Foto: McLaren)

Realista, diretor vê 2014 como ano de transição
 

Sam Michael, diretor-esportivo da esquadra britânica, seguiu a mesma tônica de Neale, mas de forma mais radical: em resumo, o inglês vê o próximo campeonato como uma espécie de ano de transição, até por se tratar do último ano da longínqua parceria com a Mercedes e o início da união com a Honda a partir de 2015. 


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

"Não é segredo para ninguém a nossa decepção pela forma como a temporada 2013 acabou. O objetivo, agora, é voltar às vitórias. É para isso que a McLaren existe. Mas há um certo desenvolvimento que precisa acontecer antes de voltarmos a uma posição onde possamos lutar pelo título. O que é positivo é que estamos reconhecendo isso", admitiu.

 
"Para 2014, nosso objetivo é o desenvolvimento contínuo. Refinar e fortalecer o carro e a organização ao longo do ano. Mas a curto prazo", prosseguiu, "a meta é desfrutar de um inverno suave durante os três testes. Espero aprender muito e espero que o desenvolvimento do MP4-29 seja algo consistente, útil e rápido."
Os detalhes técnicos da McLaren MP4-29 (Arte: Hugo Becker | Foto: McLaren)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube