Sem arrependimentos e sem título: Vettel avalia passagem de 6 anos pela Ferrari

O alemão destacou as boas conquistas com a escuderia de Maranello nas seis temporadas juntos, mas lamentou não ter sido campeão usando as cores do time italiano

Como todo casamento, Sebastian Vettel e Ferrari viveram seus altos e baixos durante as seis temporadas de relacionamento. A parceria termina ao final de 2020, e o alemão fez balanço dos últimos anos, mostrou autocrítica e reconheceu que apesar de não se arrepender de nenhuma decisão, falhou em conseguir títulos.

O tetracampeão chegou ao time italiano em 2015. Na época, veio para substituir Fernando Alonso e liderar o projeto para enfim tirar a escuderia da fila e conseguir o primeiro título desde o de Kimi Räikkönen em 2007 – ao menos o time ainda conseguiu o de Construtores em 2008.

Desde então, conseguiu 54 pódios e 14 vitórias, ficando com os vice-campeonatos de 2017 e 2018. Mas no ano passado, o #5 enfrentou diversos problemas, erros  – como a rodada enquanto brigava com Lewis Hamilton no Bahrein ou novamente em Austin, mas agora com Daniel Ricciardo – além de a chegada de Charles Leclerc, que assumiu o papel de #1 na equipe.

Vettel: sem arrependimento e sem título (Foto: Ferrari)

Em uma ligação e sem proposta de renovação, Vettel foi informado de que não seguiria na Ferrari em 2020. Mattia Binotto, chefe da esquadra, apontou que o cenário mudou com a chegada da pandemia, mas o alemão negou a culpa do coronavírus.

Entretanto, Seb exaltou tudo o que viveu até o momento, mesmo não conseguindo cumprir o objetivo principal. “Correr na Ferrari sempre foi um sonho de criança, desde que vi Michael [Schumacher] subir naquele carro vermelho. É uma equipe impressionante”, falou em entrevista ao canal Sky Sports F1.

“Meu desejo de ir para a Ferrari finalmente se realizou, mas tinha a missão de ser campeão mundial e não consegui. Falhamos com este objetivo, mas também tivemos anos muito bons juntos, vivemos bons momentos e vencemos corridas. Não me arrependo de ter assinado com a Ferrari”, completou.

Apesar de ainda não ter definido seu futuro para a temporada 2021, rumores têm tomado a imprensa apontando uma possível ida para a Racing Point/Aston Martin. Apesar de admitir conversas, disse não ter nada concreto. Pior para Sergio Pérez, que já vê seu lugar ameaçado no time.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube