“Sem babaquice, Verstappen! Aceite: você é a caça da F1”, diz Pedro Henrique Marum

Max Verstappen tem de lidar melhor com o fato de que é a caça do grid da Fórmula 1. É o ônus de ser quem é: o melhor piloto do mundo

Max Verstappen passou dos limites na discussão com George Russell e no comportamento que demonstrou nas horas seguintes, no sábado do GP do Azerbaijão, data da primeira corrida sprint da temporada. Dá para entender a frustração do bicampeão com o acidente que atrapalhou o restante da prova curta e o fato de sair de cabeça quente. O pacote geral do caso, contudo, foi acima do tom. E passou do limite do aceitável quando usou apelidos que esbarram no preconceito.

Tudo isso por uma situação de corrida que sequer valeu punição. O fato de um piloto como Russell entregar tudo no duelo é parte de Verstappen ser quem é e o que é atualmente: o melhor piloto do mundo. Ser a grande caça do esporte tem seus ônus, e é preciso lidar com eles com mais serenidade. É a opinião de Pedro Henrique Marum.

Relacionadas


▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.