Sem dinheiro, Pure desiste de entrar na F1 em 2014, diz revista

A Pure pode não participar da temporada 2014 da F1 como fornecedora de motor, é o que afirma a revista inglesa ‘Autosport’. De acordo com a publicação, um problema com a legislação suíça inviabilizou o financiamento do projeto

A Pure anunciou nesta sexta-feira (27) que está suspendendo as atividades por falta de dinheiro, é o que afirma a revista inglesa ‘Autosport’. De acordo com a publicação, o dono da empresa, Craig Pollock, decidiu adiar os planos de entrar na F1, já que não conseguiu o financiamento necessário para a fabricante de motores. Apesar disso, o dirigente afirmou que ainda não desistiu de retornar à categoria.

“A situação é bem simples. O investidor é uma empresa americana, mas o financiamento precisa vir da União Europeia, já que as autoridades suíças estão insistindo nisso por causa dos impostos. Nós esperamos fechar o financiamento no final do mês de julho e ele deve vir da Europa”, declarou.

A Pure foi uma das empresas escolhidas pela FIA como fornecedora dos novos motores V6 turbo para a temporada 2014. Originalmente, os propulsores deveriam estrear na próxima temporada, mas foram adiados em um ano a pedido das próprias equipes. No entanto, o atraso acabou não ajudando Pollock.

Trabalhando na antiga sede da Toyota, na Alemanha, o dirigente revelou, ainda, que a produção das peças já estava adiantada, mas precisou ser interrompida. “Nós estávamos fabricando as partes e montando os motores em Colônia, mas paramos com isso hoje”, disse.

A revista inglesa publicou, também, um e-mail do diretor-técnico da Pure, Gilles Simmon, se desculpando pela situação e confirmando o fim das operações. “Eu gostaria de avisar meus colegas trabalhando em Colônia que seremos obrigados a suspender nossas operações no dia 1º de agosto. Na verdade, os fundos que esperávamos de nossos investidores não estão disponíveis e isso não nos permite continuar com esse projeto”, informou.

“Nós esperamos que essa situação seja rapidamente resolvida, mas eu não tenho ideia de quando isso vai acontecer nem se poderemos recomeçar e fazê-lo funcionar. Eu peço desculpas por essa situação, que está fora de nosso controle”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube