Sem polêmicas, Ricciardo destaca má sorte no acidente e põe “se desculpar com a equipe” como prioridade

Daniel Ricciardo seguiu a linha da Red Bull e não criou nenhuma polêmica extra após o acidente com Max Verstappen que custou todo o fim de semana da equipe no Azerbaijão. Segundo Ricciardo, ele tentou atacar e levou azar, mas ainda vai avaliar melhor o que aconteceu por meio de replay

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

A corrida de Daniel Ricciardo no Azerbaijão, neste domingo (29), terminou da pior forma possível: um acidente com o companheiro a 11 voltas do fim. Como de costume, muito passou a ser discutido imediatamente sobre quem é o culpado, mas Ricciardo prefere afastar a situação – como o próprio time fez. O mais importante agora é mostrar para a Red Bull que está arrependido.

 
Os dois disputavam a quinta colocação e já haviam passado bem perto de um toque durante várias voltas. Quando Ricciardo resolveu ir de vez, porém, Max Verstappen se defendeu ao trocar de direção pela pista. Na confusão entre defesa e ataque, Daniel encheu a traseira do companheiro.
 
Sem alimentar polêmica e segundo a indicação da própria Red Bull, Ricciardo preferiu mostrar arrependimento e dizer que vai se desculpar com a equipe. Agora, segundo ele, a única coisa que resta é digerir e se acostumar com o que aconteceu.
 
"Só quero pedir desculpas para a equipe. Vi algumas repetições, vou ver outras, e deixo a opinião para vocês. A prioridade agora é me desculpar com a equipe e não me culpar. Fiquei muito perto, foi difícil. Tínhamos tocado um no outro algumas vezes antes e, no final, acontecer o pior", afirmou.
Daniel Ricciardo (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

"Agora que aconteceu é fácil dizer que aconteceu. Estávamos lutando, e eu fiz minha manobra. Tive má sorte, o incidente foi duro e teremos que digerir", concluiu.

O Mundial de F1 volta em duas semanas, no dia 13 de maio, com o GP da Espanha. Lewis Hamilton foi quem venceu a corrida no Circuito da Catalunha no ano passado. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades AO VIVO e EM TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube