Sem pressa para definir dupla de 2021, chefe da Renault confirma: “Alonso é uma opção”

Em entrevista à rádio francesa RMC, Cyril Abiteboul admitiu que Fernando Alonso, único piloto a ser campeão do mundo com a Renault, é uma das opções da equipe para formar dupla com Esteban Ocon para a próxima temporada da Fórmula 1. O engenheiro francês ressaltou a importância do tempo para refletir antes de tomar a melhor decisão

Depois que ter garantida a sua permanência na F1 além de 2020, a Renault passa a ter um pouco mais de tranquilidade para escolher o substituto de Daniel Ricciardo como parceiro de Esteban Ocon a partir da próxima temporada. Segundo o chefe de equipe Cyril Abiteboul, há “muitos pilotos” com possibilidade para assumir o lugar do australiano em 2021. E um deles é, sim, Fernando Alonso.  

O engenheiro francês, em entrevista à rádio francesa RMC, foi perguntado sobre as possibilidades da Renault para a próxima temporada. “Podem ser muitos pilotos. Existem alguns bons pilotos que vão estar disponíveis no ano que vem”, respondeu. Ao ser indagado sobre Alonso, Abiteboul confirmou. “O que você mencionou é uma opção”.   Não há, nas palavras do dirigente responsável pela equipe, pressa para definir a nova dupla de pilotos da equipe de Enstone. “A única coisa que posso dizer com certeza é que vamos dedicar tempo para refletir sobre isso. É uma decisão extremamente importante”.

Indy)"/>
Fernando Alonso é uma das opções da Renault para 2021 (Foto: Indy)

Ao longo da entrevista, Abiteboul deu poucas pistas sobre quem vai ser o escolhido. Uma delas é que o dono da vaga hoje ocupada por Ricciardo vai ser contratado “provavelmente para um projeto de vários anos”. O que, teoricamente, soa como desvantagem para Alonso. O asturiano, único piloto a ser campeão do mundo com a Renault (em 2005 e 2006), vai completar 39 anos em 29 de julho.  

Recentemente, o site alemão ‘Motorsport-Total’ noticiou o encontro de Abiteboul com Didier Coton, empresário de Valtteri Bottas. Atualmente na Mercedes, o finlandês de 30 anos está no seu ano final de contrato com a equipe de Brackley que, segundo o jornal italiano ‘Corriere della Sera’, está dividida sobre a dupla para 2021. Enquanto uma ala da Daimler, empresa-mãe da Mercedes, defende a contratação de Sebastian Vettel, o grupo liderado por Toto Wolff prefere a promoção do jovem britânico George Russell, hoje na Williams.  

O fato é que a Renault afirmou que não vai adotar a estratégia considerada “estranha” de Ferrari e McLaren, equipes que definiram suas duplas para o ano que vem ao longo deste mês de maio.  “Não queríamos entrar no tipo de ativismo que houve por parte da Ferrari e da McLaren, por motivos que são deles. Sinceramente, ao decidir sobre um piloto [para o ano que vem] quando a temporada sequer começou… Achamos um pouco estranho”, disse.  

O dirigente deixou claro que o novo contratado vai ser um elemento fundamental para o projeto que a Renault traça para o futuro. A montadora vive um momento bastante difícil no aspecto econômico e anunciou recentemente o corte de 15 mil postos de trabalho ao redor do mundo. O projeto da Fórmula 1, contudo, vai seguir em frente pelos próximos anos. “Essa escolha do piloto é a última peça do quebra-cabeça da nossa reconstrução. Daí a enorme importância de termos o nosso tempo para decidir e fazer a escolha certa”, concluiu.  

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube