Sem revelar equipes, Räikkönen admite ter duas propostas para temporada 2014 da F1

Em entrevista à publicação italiana ‘Autosprint’, Kimi Räikkönen admitiu ter recebido duas ofertas para a temporada 2014 da F1. Finlandês, entretanto, não revelou de onde vieram as propostas

As imagens da quarta-feira no F1 em Monte Carlo
Acompanhe a cobertura do GP de Mônaco no GRANDE PRÊMIO
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

O bom desempenho de Kimi Räikkönen em seu retorno à F1 despertou o interesse de equipes rivais. Cercado de rumores sobre seu futuro, o campeão de 2007 admitiu em uma entrevista à publicação italiana ‘Autosprint’ que recebeu duas ofertas para 2014, mas não revelou quais são as equipes. 
 
Questionado sobre suas opções para a próxima temporada, o piloto da Lotus respondeu: “Depende. Diria que tenho duas, mas na F1 você nunca sabe com certeza”, apontou. “Estou aqui a tempo o bastante para saber que a única coisa que importa é encontrar uma situação adequada para si mesmo”, completou. 
Räikkönen admitiu ter propostas de outros times para 2014 (Foto: Getty Images)
No time de Enstone, por sua vez, os dirigentes já trabalham com a possibilidade de perder seu piloto principal. Falando à agência PA Sports, Gerard López, dono do time, admitiu a chance de perder Kimi. “Se puder encontrar um carro melhor em outra equipe, então estou certo de que ele consideraria”, opinou. 
 
Steven Robertson, agente de Räikkönen, também falou sobre o assunto com o jornal finlandês ‘Turun Sanomat’. O empresário explicou que o bom desempenho de Kimi o transformou em um dos pilotos mais solicitados para a temporada 2014. 
 
“Kimi tem feito um trabalho brilhante com a Lotus, por isso não é nenhum segredo que, no momento, ele é o piloto mais solicitado para o próximo ano”, falou. “Sabemos o bom trabalho que um piloto está fazendo, quando uma equipe começa a falar do próximo ano. Não estou dizendo que existem outras equipes interessadas, mas, sem dúvida, um piloto tão competitivo como Kimi sempre chama a atenção de todas as melhores equipes”, ponderou Robertson.
 
Recentemente, Dietrich Mateschitz, dono da Red Bull, declarou que Räikkönen era um candidato para assumir o posto de Mark Webber no próximo ano. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube