Sem ver Pérez como concorrente, Massa se esforça para manter papel de ajudante de Alonso

Felipe Massa se mostrou contente com o quarto lugar conquistado em Monza neste domingo (9) e disse que o resultado foi importante para suas pretensões de permanecer na Ferrari por mais uma temporada. O piloto ainda disse que não viu a briga com Sergio Pérez na corrida como uma luta também pela vaga na equipe italiana

► As imagens deste domingo da F1 na Itália
► Confira a classificação do campeonato depois do GP da Itália


“O resultado é importante para o meu futuro”. A frase de Felipe Massa, ao ser perguntado sobre o quanto o quarto lugar conquistado no domingo em Monza, pode ajudar na busca por permanecer na Ferrari por mais uma temporada. O brasileiro deixou claro que trabalha para a equipe e que vai, sim, auxiliar o companheiro, Fernando Alonso, na luta pelo título mundial nesta fase final do campeonato.
 
"Foi muito importante para o futuro, e agora é o momento de trabalhar para o próximo Mundial, para tentar renovar por um ano, e isso é o que vou tentar fazer até o fim da temporada. São os resultados finais que contam mais, então eu acho que é realmente importante para as próximas corridas manter esse desempenho", disse o piloto em entrevista coletiva.
Massa avaliou resultado em Monza como importante para seu futuro (Foto: Ferrari/ Ercole Colombo)
 
► Red Bull procura maior kartista amador do Brasil. Participe

Sobre a ultrapassagem de Alonso na parte final da corrida, Felipe tratou de afastar qualquer polêmica e reafirmou que vai fazer o que for necessário para garantir o campeonato do colega. “Eu trabalho para a equipe e tento sempre ajudar Fernando, como tem de ser. Eu sempre agi dessa forma e vou fazer o que for necessário”, falou. “Todos nós sabemos o quanto isso é importante para time, principalmente por causa da posição de Fernando no campeonato. E nós sabemos como é disputar um título. Hoje, não temos o carro mais rápido do grid. Então, se você não pode ganhar, tem de tentar somar o mais número possível de pontos e lutar por pódios”, acrescentou.

 
Ainda na fase final do GP da Itália, Massa se viu em uma luta com Sergio Pérez pelo pódio. Com pneus mais novos, o mexicano não tomou muito conhecimento do brasileiro, foi para cima e obteve a ultrapassagem. Ao ser questionado se a luta também significou um embate entre os dois pela vaga na Ferrari em 2013, especialmente diante dos rumores que colocam o piloto da Sauber dentro do segundo carro vermelho, o brasileiro foi categórico: “Não. Foi uma briga normal, como qualquer outra. Ele fez um bom trabalho e, sem contar sua ótima corrida, nós enfrentamos problemas com o desgaste excessivo dos pneus. Se ele tivesse largado em uma posição melhor, poderia até ter vencido. Mas não o vejo como concorrente”, declarou.
 
Para o restante do ano, e depois do que a McLaren mostrou nas últimas três provas do campeonato, Massa entende que os ingleses e (Sebastian) Vettel serão os grandes adversários da Ferrari e de Alonso na disputa do título. “Antes eu achava que Vettel seria o grande rival, mas agora estamos vendo que a McLaren está aí, principalmente com (Lewis) Hamilton. E talvez seja ele o rival mais perigoso, mesmo."

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube