carregando
F1

Sem ver replay, Rosberg evita análise profunda, mas afirma que estava mais rápido que Hamilton: “Decidi tentar”

Nico Rosberg ainda não quis comentar profundamente o lance que protagonizou com Lewis Hamilton no GP da Bélgica deste domingo (24), mas disse que estava mais rápido que o companheiro de equipe na segunda volta da prova

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
Nico Rosberg ainda não quis entrar em detalhes sobre o acidente que protagonizou com Lewis Hamilton na segunda volta do GP da Bélgica deste domingo (24). O alemão prefere esperar para ver atentamente a imagem pela TV e a reunião com os membros da equipe para comentar.

Os chefes Toto Wolff e Niki Lauda manifestaram descontentamento com o toque e com o risco assumido por Rosberg, que acabou arruinando a corrida de Hamilton. O líder do campeonato ainda conseguiu seguir na prova e terminou em segundo, aumentando sua vantagem para 29 pontos. O inglês tentou seguir, mas abandonou nas voltas finais.

“Para ser honesto, não estou em uma posição para comentar ainda. Não vou comentar porque estou no calor do momento. Tudo o que sei é que eu estava mais rápido e decidi tentar. A linha de dentro estava bloqueada, então tentei por fora. Claro, é muito desapontador”, comentou o piloto.

Rosberg, que costuma afirmar que não lê ou se preocupa com o que é escrito e falado na imprensa, também se recusou a falar sobre os comentários feitos por Wolff e Lauda.

Um encontro para discutir o GP da Bélgica estava previsto para iniciar às 11h45 (de Brasília), pouco mais de uma hora após o fim da prova.