Pérez foca em reação e nega relaxamento pós-renovação: “Só penso na próxima corrida”

Com contrato garantido para 2022 com a Red Bull, Sergio Pérez diz que não se sente "mais relaxado" e que o foco permanece o mesmo: melhorar a cada fim de semana de corrida

SAINZ: ‘NÃO QUERO SER UM BARRICHELLO’ NA F1. FOI DEPRECIATIVO?

Sergio Pérez vive altos e baixos nos resultados até aqui, em seu primeiro ano de Red Bull, mas o suficiente para que tivesse o contrato renovado com o time austríaco. Segundo ‘Checo’, a extensão do vínculo com os taurinos por mais um ano não o deixa mais relaxado. Para o mexicano, o foco ainda é o mesmo: pontuar o máximo possível a cada fim de semana de corrida.

“Não faz nenhuma diferença para mim”, disse ele, em entrevista à revista britânica Autosport sobre ter um contrato de apenas um ano. “Mesmo se tivéssemos contratos mais longos, ainda somos pilotos de corrida e queremos ir bem fim de semana após fim de semana”, acrescentou.

Depois de uma excelente vitória no GP do Azerbaijão e um terceiro lugar na França, o mexicano não alcançou mais o pódio na temporada. Até aqui, o dono do carro #11 marcou 118 pontos, 108,5 a menos que o líder do Mundial e seu companheiro de equipe, Max Verstappen.

“A única coisa que mentalizo é o próximo fim de semana de corrida. Não estou pensando ‘eu tenho um contrato para o ano que vem agora, então posso ficar mais relaxado’. Não, de jeito nenhum. Se eu estivesse pensando assim, nunca estaria aqui na Red Bull, de maneira alguma”, frisou.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

SERGIO PÉREZ; RED BULL; CHRISTIAN HORNER;
Sergio Pérez tem o respaldo de Christian Horner para seguir na Red Bull (Foto: Mark Thompson/Getty Images/Red Bull Content Pool)

Ainda nem dá para saber se martírio acabou, mas Ricciardo deu lembrete de quem é
Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

‘Checo’ também revelou que Christian Horner e Helmut Marko, chefe e consultor da Red Bull, respectivamente, conversaram com ele antes do anúncio, que aconteceu no final de agosto. Segundo ele, os dirigentes reiteraram a confiança que têm em seu trabalho, embora os resultados não tenham sido constantes até esse momento.

“Algumas corridas antes [do anúncio de contrato], Helmut e Christian falaram comigo. Eles disseram que eu não deveria procurar outro lugar, porque estavam felizes comigo e queriam continuar”, comentou.

“Desenvolvemos uma grande confiança durante esse curto período de tempo, o que é importante. Se Christian e Helmut me dizem algo, eu acredito totalmente neles e, por isso, não estou preocupado com mais nada”, concluiu.

Sabendo que seu maior impasse ainda se dá aos sábados de classificação, Pérez tem mais oito corridas para ajudar a Red Bull no campeonato de construtores. A próxima parada da Fórmula 1 já é neste fim de semana, no GP da Rússia.

O QUE É O HALO, COMO PROTEGEU HAMILTON NA F1 E QUEM É SEU ‘AVÔ’ BRASILEIRO

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar