carregando
F1

Silverstone bate martelo e anuncia que GP da Inglaterra vai acontecer sem público

Os responsáveis pelo autódromo de Silverstone enviaram um e-mail às pessoas que compraram ingressos avisando que não será possível realizar corridas com a presença dos fãs. Medida é mais um reflexo da pandemia do novo coronavírus

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Mais uma notícia ruim para os fãs da Fórmula 1. No mesmo dia em que os organizadores cancelaram o GP da França, Silverstone comunicou que não será possível realizar corridas em 2020 com a presença de público. A medida é mais um reflexo da pandemia do novo coronavírus.
 
Até aqui, dez das 22 provas originalmente previstas para 2020 foram adiadas ou canceladas. Austrália, Mônaco e França só voltam em 2021, enquanto Bahrein, China, Vietnã, Holanda, Espanha, Azerbaijão e Canadá ainda torcem por uma data na temporada atual.
Silverstone (Foto: Michelin)
Paddockast #58
COMO SERIA O GRID DA F1 SEM PILOTOS DA F1?

Ouça:
Spotify | iTunes | Android | playerFM

Chefão da F1, Chase Carey planeja começar o campeonato no início de julho, com 15-18 etapas na programação. Ainda assim, o plano é apenas um rascunho, já que depende muito das medidas anunciadas pelos variados governos para conter a disseminação do vírus.
 
Depois de enviar um e-mail aos detentores de ingressos, o chefe de Silverstone, Stuart Pringle, afirmou que, se a corrida acontecer, será de portões fechados. “Estou extremamente desapontado em dizer a vocês que não poderemos realizar o GP da Inglaterra deste ano diante dos fãs em Silverstone”, disse Pringle. “Adiamos essa decisão o máximo possível, mas está bastante claro, levando em conta as condições atuais do país e as exigências do governo que estão em vigor agora e que permanecerão num futuro próximo, que um GP sob condições normais simplesmente não será possível”, seguiu.
 
“Nossa obrigação de proteger a saúde e a segurança de todos os envolvidos na preparação e realização do evento, nossos comissários voluntários e, claro, você, o incrível fã, o que significa que esta é a melhor, mais segura e única decisão que poderíamos tomar”, ponderou. “Temos dito constantemente que se nos encontrarmos nesta posição, vamos apoiar a Fórmula 1 enquanto eles buscam maneiras alternativas de permitir que as corridas aconteçam neste ano. Após a notícia deste fim de semana do Departamento Digital, Cultura, Mídia e Esporte (secretaria de estado do governo britânico, equivalente a ministério no Brasil), nós agora estamos trabalhando com eles para viabilizar um evento a portas fechadas. Se isso for possível, será um pequeno conforto para vocês saberem que o GP da Inglaterra de F1 será transmitido ao vivo na Sky e no Channel 4”, completou.
 
COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 
☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações se estiver doente.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.