Speed trap: confira velocidades máximas de cada piloto durante GP da Alemanha, 12ª etapa da temporada 2016 da F1

Rio Haryanto foi o piloto que alcançou a maior velocidade final durante o GP da Alemanha. Neste domingo, em sua melhor passagem, o indonésio aferiu 349,9 km/h no circuito de Hockenheim. Os pilotos da McLaren, empurrados pelo motor Honda, ficaram na lanterna

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O GP da Alemanha, 12ª etapa da temporada 2016 do Mundial de F1, foi disputado em Hockenheim, um circuito em que os motores são exigidos ao máximo. Aí leva vantagem quem conta com o melhor propulsor. Embora a Manor ainda tenha um carro do fim do grid, Rio Haryanto usou e abusou da potência do motor Mercedes para aferir a maior velocidade final da corrida deste domingo (31) no circuito alemão. O indonésio aferiu 349,9 km/h no trecho mais rápido da pista, ao fim da chamada curva Parabólica. 
 
Mas nada adiantou em termos de resultados. Haryanto, que não sabe se continua na segunda parte do campeonato, foi apenas o 20º e último lugar dentre os pilotos que terminaram a corrida em Hockenheim. 
 
A segunda melhor marca do domingo foi aferida por Daniel Ricciardo. Empurrado pelo motor Renault (rebatizado de TAG Heuer), o piloto da Red Bull alcançou 345,1 km/h em sua melhor passagem, sendo seguido por Romain Grosjean. O piloto da Haas, que conta com o motor Ferrari, cravou 344,3 km/h como sua marca mais rápida neste domingo.
Rio Haryanto alcançou a maior velocidade final neste domingo na Alemanha (Foto: Getty Images)
Aí apareceu a outra Manor, de Pascal Wehrlein, que aferiu 343,4 km/h em Hockenheim. O jovem alemão foi seguido por Kimi Räikkönen. Piloto da Ferrari, o ‘Homem de Gelo’ marcou 342,9 km/h. 
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Esteban Gutiérrez alcançou os 342,4 km/h com a Haas, seguido por Max Verstappen. O terceiro colocado do GP da Alemanha cravou 342,4 km/h em sua melhor passagem, à frente de Felipe Massa e Sergio Pérez. Kevin Magnussen e Daniil Kvyat também andaram acima dos 340 km/h durante a corrida.

 
Do lado oposto da lista das maiores velocidades finais, a McLaren novamente ficou na lanterna. Fernando Alonso marcou 334,4 km/h e só foi mais rápido que seu companheiro de equipe, Jenson Button, que aferiu 332,8 km/h em sua melhor passagem. A Honda, desta forma, vai para as férias de verão ainda sofrendo com a falta de performance do seu motor.

F1, GP da Alemanha, Hockenheim, speed trap: 

      km/h
1 88 RIO HARYANTO 349,9
2 3 DANIEL RICCIARDO 345,1
3 8 ROMAIN GROSJEAN 344,3
4 94 PASCAL WEHRLEIN 343,4
5 7 KIMI RÄIKKÖNEN 342,9
6 21 ESTEBAN GUTIÉRREZ 342,4
7 33 MAX VERSTAPPEN 342,4
8 19 FELIPE MASSA 341,1
9 11 SERGIO PÉREZ 340,3
10 20 KEVIN MAGNUSSEN 340,2
11 26 DANIIL KVYAT 340,1
12 55 CARLOS SAINZ JR 339,1
13 6 NICO ROSBERG 338,7
14 77 VALTTERI BOTTAS 338,2
15 5 SEBASTIAN VETTEL 338,1
16 9 MARCUS ERICSSON 338,0
17 30 JOLYON PALMER 337,5
18 44 LEWIS HAMILTON 337,1
19 12 FELIPE NASR 337,0
20 27 NICO HÜLKENBERG 336,6
21 14 FERNANDO ALONSO 334,4
22 22 JENSON BUTTON 332,8
 
PADDOCK GP #39 DEBATE F1 E MOTOGP COM CONVIDADO ALEX BARROS

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube