F1

'Strange things': De volta à F1, Alonso sofre novo problema e mal completa uma volta no treino livre no Canadá

Fernando Alonso voltou à F1, mas não foi muito bem recebido pelo carro. Depois de perder uma hora de TL1 por conta de reparos no carro, a McLaren apresentou problemas hidráulicos logo na primeira volta do dia

Warm Up / VITOR FAZIO, de Porto Alegre
Depois das 500 Milhas de Indianápolis, Fernando Alonso reencontrou sua dura realidade na F1. No primeiro treino livre desta sexta-feira (9) a McLaren do pilotou espanhol quebrou logo na primeira tentativa de volta rápida no Canadá. O carro sofreu uma perda súbita de pressão hidráulica.
 
O incidente aconteceu quando restavam 17 minutos para o fim do TL1. Alonso já havia perdido grande parte do tempo de vista justamente por outros problemas detectados na McLaren – foi necessária mais de uma hora de espera nos boxes antes de ser liberado.
Fernando Alonso quebrou no Canadá (Foto: Reprodução)
Pouco antes de estacionar o carro no hairpin de Montreal, Alonso reclamava que o volante do carro “estava muito pesado” – consequência justamente dos problemas hidráulicos. Além disso, a caixa de câmbio apresentava um comportamento anormal. Nas palavras do próprio bicampeão, o câmbio estava "fazendo coisas estranhas".
 
Assim, Alonso parte para o resto do fim de semana precisando recuperar o tempo perdido. O espanhol vai ter apenas 1h30 de TL2 e 1h de TL3 antes de disputar o treino classificatório no Canadá.

A nova infelicidade é mais um motivo para fazer Alonso repensar sua permanência na McLaren em 2018. O espanhol já disse que só segue em Woking se vencer uma corrida antes de setembro.

Alonso fechou o TL1 de Montreal em 16º, 2s7 atrás do tempo de Lewis Hamilton. O britânico foi o mais veloz, triunfando em um embate direto com Sebastian Vettel.
 
A NOVA F1 SE APROXIMA MAIS DA INDY. E ÁUDIO EM MÔNACO É PROVA