Stroll afirma que “pilotos subestimaram tempo” antes de volta rápida final no Q3

Lance Stroll foi ao Q3 em uma sessão classificatória na F1 pela quarta vez neste sábado. Curiosamente, foi a terceira vez seguida em Monza, palco do GP da Itália deste fim de semana. Mas o canadense lamentou por ter sido mais um a não marcar volta rápida na fase final da definição do grid de largada

Desde quando estreou no Mundial de F1, Lance Stroll sempre foi ao Q3 em Monza. Foi assim em 2017, quando surpreendeu ao obter um lugar na primeira fila com a Williams, também no ano passado, ao ficar em décimo lugar, e também neste sábado (7) de treino classificatório do GP da Itália. O canadense da Racing Point passou para a fase final da sessão pela primeira vez no ano, mas foi um dos pilotos que não conseguiu marcar tempo no Q3.
 
Stroll optou por fazer apenas uma volta rápida, nos minutos finais do terceiro segmento da sessão. Só que o canadense também só foi à pista quando restavam menos de 2 minutos para a bandeirada. Mas aí, Lance foi um dos prejudicados pela volta de saída dos boxes, extremamente lenta, e não houve tempo sequer para uma tentativa de volta lançada.
Com bom histórico de classificações em Monza, Stroll voltou ao Q3 (Foto: Racing Point)

Nono colocado no grid de largada neste domingo, Stroll entende que todo mundo deveria ter deixado os boxes um pouco mais cedo.

 
“Estou feliz por voltar ao Q3 porque fazia um pouquinho de tempo. No entanto, foi uma pena que não pudemos marcar um tempo e terminar lá. Acho que todo mundo subestimou o tempo de passar pela linha de chegada, todo mundo foi muito ganancioso buscando pelo vácuo e, no fim, ninguém conseguiu. Tiro o chapéu para Sainz: ele avaliou [o momento] corretamente”, disse.
 
Feliz pelo fato de conseguir uma boa posição no grid, Stroll declarou ser fã do icônico circuito de Monza, conhecido também como ‘templo da velocidade’.
 
“É incrível pilotar um carro de F1 em uma pista de alta velocidade como esta porque você sente muito o carro funcionando no seu melhor. Estou esperando por condições mistas para apimentar um pouco as coisas amanhã e marcar alguns bons pontos para a equipe”, concluiu.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP da Itália de F1. Siga tudo aqui.

Paddockast #32
AS PISTAS MAIS PERIGOSAS DO MUNDO

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube