Stroll fala em dor de estômago e justifica teste tardio: “Não achei que fosse Covid-19”

Lance Stroll se defendeu do fato de não ter feito um novo teste de Covid-19 em Nürburgring e justificou que não tinha os sintomas compatíveis

Lance Stroll testou positivo para Covid-19 e deu início a uma das maiores polêmicas recentes da Fórmula 1. É que o canadense esperou dez dias para informar o resultado de seu teste, realizado no começo da semana passada, além do fato de não ter realizado o procedimento ainda em Nürburgring, quando havia sido afastado das atividades no GP de Eifel. Nesta quinta-feira (22), já liberado para correr, o piloto da Racing Point tentou justificar a situação, explicando que tinha os mesmos sintomas do GP da Rússia, quando deu negativo em duas oportunidades. Por isso, segundo o piloto, não se apressou em testar.

Stroll comentou que foi fazer o teste apenas em casa, na Suíça, já que entendia que os sintomas que estava apresentando na Alemanha não eram compatíveis aos de Covid-19. O canadense contou que o mesmo aconteceu com seu pai, Lawrence, dono da Racing Point.

“Não faço ideia de como eu contraí a doença. Voei de volta para a Suíça e testei de noite, meu pai a mesma coisa e aí nós dois demos positivo no domingo. Estava com dor de estômago e não vou entrar em detalhes maiores do que isso significa. Mas é isso, eu não sabia que estava com Covid-19 e nem achava que estava com Covid-19, mas voei de volta para casa e fiz meu teste”, disse.

Lance Stroll, agora, está livre do coronavírus (Foto: Racing Point)

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

Segundo Lance, a decisão de não testar de novo no GP de Eifel também passou pelo seu médico, que não acreditava se tratar de coronavírus. Stroll relembrou o fato de ter tido uma situação parecida em Sóchi e, lá, ter dado negativo.

“Eu tinha os mesmos sintomas que apresentei na Rússia: estava indisposto, dor de estômago e testei negativo duas vezes. Na Alemanha, com a dor de estômago, não imaginei que isso fosse Covid-19. Olhando para trás, sim, eu estava infectado e deveria ter sido testado, mas meu médico e eu chegamos à conclusão que não era Covid-19 e, então, só fiz meu teste padrão quando voltei”, completou.

Stroll ocupa a nona colocação no Mundial de Pilotos. O canadense anotou o único pódio da Racing Point em 2020, chegando em terceiro no GP da Itália. No GP de Eifel, Lance foi substituído por Nico Hülkenberg, que chegou em cima da hora e foi de último para oitavo na corrida.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube