carregando
F1

Stroll se torna acionista, e Racing Point é rebatizada para Aston Martin em 2021

Grande movimentação no mundo da Fórmula 1. Nesta sexta-feira (31), a Aston Martin confirmou que Lawrence Stroll comprou 16,7% da empresa, tornando-se acionista e promovendo a mudança e repaginação da Racing Point para 2021, que vai assumir o nome da montadora inglesa

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Lawrence Stroll mostrou que, quando deseja algo, dá um jeito de conseguir. Nesta sexta-feira (31), ficou confirmado que o pai de Lance comprou uma parte da Aston Martin e se tornou acionista da marca presente no grid da Fórmula 1.
 
Um consórcio liderado pelo pai do titular da Racing Point comprou então uma participação de 16,7% na empresa pelo valor de £182 mi [cerca de R$ 1 bi]. O acordo ainda inclui uma infusão de caixa de £318 mi [R$1.7 bi], o que dá à montadora um acréscimo de £500 mi [R$2.7 bi].
 
Lawrence atualmente também é dono da Racing Point. Um documento da Bolsa de Londres informou ainda que a “Aston Martin Lagonda entrou em um acordo legalmente vinculativo, em que a equipe Racing Point vai se tornar a equipe de trabalho da Aston Martin na F1 a partir da temporada 2021”.
Lawrence com Lance Stroll (Foto: Reprodução)
“Esse contrato tem um período inicial de dez anos, e a Aston Martin Lagonda vai receber um interesse econômico na equipe”, seguiu o comunicado.
 
Ainda, o movimento acabou afetando não apenas a Racing Point, mas também a Red Bull. Parcerias nos últimos quatro anos, encerram o vínculo ao final de 2020. “Nós queremos agradecer a Aston Martin pelo apoio nos últimos quatro anos”, escreveu a equipe das bebidas energéticas.
 
“Conseguimos 12 vitórias, 50 pódios e seis pole-position juntos. Desejamos aos empregados da Aston Martin e acionistas o melhor para o futuro e nosso foco segue em seguir o trabalho durante a temporada 2020 para terminar nossa parceria em alta”, completou.
 
Stroll também aproveitou para dizer algumas palavras sobre a nova empreitada, mostrando otimismo para o futuro. “Com a conclusão da captação de £500 mi em recursos, estou ansioso para trabalhar com o conselho e equipe de gerenciamento da Aston Martin Lagonda para rever e melhorar cada aspecto da operação e marketing da companhia”, destacou.
A Aston Martin é parceira da Red Bull (Foto: Red Bull Content Pool)
“Para continuar a investir no desenvolvimento de novas tecnologias e começar a reequilibrar a produção para priorizar a demanda sobre a oferta. Eu e meus parceiros acreditamos firmemente que Aston Martin é uma das melhores marcas de carros de luxo do mundo”, seguiu.
 
“Acredito que a combinação de capital e minha experiência tanto na indústria automotiva quanto em construir marcas globais de grande sucesso vai significar que, com o tempo, atendamos ao potencial da Aston Martin”, emendou.
 
Ando Palmer, diretor-executivo da montadora, afirmou que “Stroll traz forte e provada experiência tanto em carros quanto em marcas de luxo, o que acredito que vai ser um benefício significativo para a Aston Martin”.
 
“Também anunciamos planos para alavancar uma nova colaboração no automobilismo com a Racing Point para aprimorar a execução do plano. Gostaria de agradecer a Red Bull, que vamos seguir o patrocínio neste ano, pela parceria e apoio que nos permite dizer isso hoje”, encerrou. 

Nos últimos dias, a Aston Martin e Lawrence estiveram também ligados à Mercedes. A equipe alemã, que põe em dúvida seu futuro na F1, poderia ter uma parceria entre o bilionário canadense e Toto Wolff, chefe e acionista do time.
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.