Surpreso por ainda ter chances de título, Räikkönen diz que renovação com Lotus foi “escolha óbvia”

Feliz por ter assinado para mais uma temporada com a Lotus, Kimi Räikkönen disse que se sente muito confortável na equipe de Enstone. Éric Boullier disse que muito do crescimento do time se deve “ao talento e à experiência” do finlandês

Quase um ano depois de a Lotus surpreender o mundo do automobilismo para anunciar o retorno de Kimi Räikkönen à F1, dois anos depois de o piloto ter deixado a categoria para correr no WRC, a escuderia britânica, desta vez, sem surpresas, assinou a renovação de contrato e seguirá contando com o finlandês, de 33 anos, para a temporada 2013.

Feliz por continuar no time de Enstone, Räikkönen teve uma temporada de retorno quase perfeita em 2012. Em 17 GPs disputados, Kimi chegou ao pódio em seis oportunidades, tendo como melhor resultado os segundos lugares no Bahrein, Valência e Hungria. Diante de resultados tão animadores e ainda com chances — embora apenas matemáticas — de título mundial — 67 pontos atrás do líder Sebastian Vettel —, Kimi entende que ficar na Lotus em 2013 era a escolha mais correta e mais óbvia a ser feita.

Kimi Räikkönen se mostrou feliz com seu desempenho na temporada de retorno à F1 (Foto: Lotus F1)

“Acho que meu retorno à F1 foi muito bom, e a equipe fez um belo trabalho durante todo o ano”, avaliou Kimi, surpreso pela boa forma exibida mesmo tendo ficado dois anos de fora da principal categoria do automobilismo. “Para ser honesto, não esperava estar lutando pelo título nesta temporada quando você analisa o que foi a equipe em 2011. Então é ótimo estar no pódio muitas vezes e marcar pontos regularmente”, disse o satisfeito Räikkönen.

“Eu me sinto muito confortável na Lotus e nós compartilhamos da mesma filosofia nas corridas. Continuar com a equipe foi uma escolha óbvia para mim e estou ansioso para dar outro passo à frente junto com eles no ano que vem”, acrescentou o finlandês, campeão mundial em 2007, quando corria pela Ferrari.

Chefe de equipe da Lotus, Éric Boullier se mostrou muito satisfeito por ter acertado a renovação de contrato com Räikkönen e, principalmente, pelo desempenho exibido pelo finlandês ao longo de 2012. “Kimi teve um retorno excepcional à F1. Desde a primeira vez que ele se sentou no carro neste ano, ficou claro que ele não perdeu seu ritmo ou seu feedback técnico, e nós estamos sendo recompensado por um piloto focado e motivado durante toda a temporada.”

O dirigente francês entende que o bom desempenho da Lotus, atual quarta colocada no Mundial de Construtores, se deve, em grande parte, ao trabalho realizado por Kimi. “Para a Lotus, lugar por posições tão fortes no campeonato deste ano é, em grande parte, atribuída ao talento de Kimi e à sua experiência em corridas. Foi uma conclusão natural para nós estarmos aproveitando seu talento na próxima temporada”, concluiu o comandante da Lotus na F1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube