Temendo efeito na performance, Force India barra aprovação unânime de mudança nos pneus, diz revista

De acordo com a publicação britânica ‘Autosport’, a Pirelli vem encontrando resistência da Force India para a aprovação unânime de uma mudança nos pneus traseiros. Fabricante italiana quer evitar que pneus dechapem

As imagens da quinta-feira no F1 em Monte Carlo 
Acompanhe a cobertura do GP de Mônaco no GRANDE PRÊMIO
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

Segundo a publicação britânica ‘Autosport’, a Pirelli tem enfrentado a resistência da Force India para conseguir a aprovação unânime dos times da F1 para efetuar mudanças nos pneus traseiros da categoria. A fábrica italiana está negociando com as equipes e com a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) para poder mudar os pneus traseiros a partir do GP do Canadá para evitar que os compostos dechapem. 
 
Por entender que se trata de uma mudança motivada por questões de segurança, a FIA concordou com essa alteração – na qual a Pirelli vai substituir a correia de aço do pneu traseiro pelo kevlar (uma fibra sintética que é resistente ao calor e sete vezes mais resistente que o aço) que foi utilizado no ano passado – porém, nem todos os times se mostraram favoráveis com a mudança.
Force India teme efeito da mudança nos pneus no desempenho do VJM06 (Foto: Force India)
Segundo o veículo britânico, Lotus, Ferrari e Force India se posicionaram contrariamente, mas a equipe indiana vem se mostrando mais resistente, por entender que qualquer mudança nos compostos teria um impacto significativo no bom desempenho apresentado pelo VJM06 até aqui. 
 
Ainda de acordo com a ‘Autosport’, um dos principais argumentos do time de Vijay Mallya é que Paul Hembery, diretor-esportivo da Pirelli, afirmou que os pneus não estão comprometendo a segurança dos pilotos. 
 
“É importante destacar que essa dechapagem, que acontece quando [o pneu] perde a banda de rodagem, não compromete a segurança dos pneus”, indicou o dirigente.
 
Na última terça-feira, Hembery tentou negociar diretamente com Bob Fernley, chefe da Force India, uma vez que a Pirelli busca a aprovação de todos os times, apesar de ter o apoio da FIA nesta questão. 
 
“Estamos buscando uma solução que seja apoiada por todos e que seja justa com todos os times”, disse Hembery à ‘Autosport’.
 
A mudança no material utilizado resultaria uma modificação na temperatura de trabalho dos pneus traseiros, que seria reduzida em 10°C. Essa alteração poderia ajudar a Mercedes, mas não faria grande diferença para a Red Bull, já que o time dos energéticos enfrenta problemas com os compostos dianteiros. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube