Terceiro em 2012, Nasr revela desejo de voltar a disputar 24 Horas de Daytona: “Todo ano me convidam”

Uma semana depois da vitória de Nico Hülkenberg nas 24 Horas de Le Mans, Felipe Nasr lembrou das participações nas 24 Horas de Daytona e disse que gostaria de repetir a experiência mais vezes. Ele foi 3º em 2012

O brasileiro Felipe Nasr revelou que gostaria de voltar a competir nas 24 Horas de Daytona. Ele disse que, inclusive, segue recebendo convites para a prova, uma das mais importantes do endurance norte-americano junto das 12 Horas de Sebring.
 
Nasr foi terceiro em Daytona em 2012, correndo pela equipe de Michael Shank, e oitavo no ano seguinte com a Action Express. Neste segundo ano, inclusive dividiu o carro com Nelsinho Piquet e Christian Fittipaldi.
 
“Eu adoro Daytona e adoraria voltar para lá em uma equipe de ponta. As portas ainda estão abertas, todo ano me convidam. Se não bater com a F1 nem nada, é uma corrida que eu quero fazer outra vez”, falou nesta quinta-feira em Spielberg, onde se prepara para o GP da Áustria.
A prova de 24 Horas de Daytona é uma das mais tradicionais do endurance mundial (Foto: José Mário Dias)
O assunto ‘pilotos de F1 no endurance’ está em pauta nos últimos dias por causa da vitória de Nico Hülkenberg nas 24 Horas de Le Mans, no domingo passado.
 
Segundo Nasr, participar de provas do tipo apenas contribuem para o crescimento como piloto.
 
“Foi uma ótima experiência, um evento incrível, e ainda acho que é possível aprender muita coisa pilotando tantas horas com diferentes carros ao redor. A F1 é a minha prioridade, sem dúvida, mas nos dois anos em que eu competi, foi porque não batia com o que eu estava fazendo. Em janeiro, nenhum piloto está andando, então o melhor é estar em um carro de corrida. Você está aprendendo, usando novos pneus, mantendo-se em forma”, comentou.
 
Nasr está fazendo sua temporada de estreia na F1 em 2015, e ocupa a décima posição no Mundial de Pilotos após sete corridas. O melhor resultado foi o quinto lugar no GP da Austrália, o primeiro da carreira.
Nico Hülkenberg, Nick Tandy, Earl Bamber e Fritz Enzinger erguem o troféu das 24 Horas de Le Mans (Foto: AP)

Além de Nasr, outros pilotos da F1 também estão dispostos a se aventurar. Um deles é Fernando Alonso, que inclusive estava nos planos da Porsche para andar junto de Hülkenberg em Le Mans neste ano. O espanhol falou disso: "Sim, eu cogito correr em Le Mans no futuro. Quando vai ser, não sei. Foi muito perto neste ano. Talvez ano que vem? Não sei".

O australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, agradeceu Hülkenberg por defender a honra dos pilotos da F1 em Sarthe. "Correr é o que fazemos, é divertido. Quando estamos de folga e assistimos, pensamos que seria legal correr também. Felizmente, Nico nos fez parecer bons, e fez ser possível para todos nós hoje. Talvez no futuro a gente receba permissão das nossas equipes para correr também", declarou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube