Terceiro em Spa, Räikkönen diz que Lotus não tinha velocidade: “Então não merecíamos vencer”

Kimi Räikkönen afirmou que a Lotus não tinha velocidade para vencer o GP da Bélgica neste domingo (2). Finlandês completou a corrida no terceiro lugar

► Quer concorrer a 2 prêmios da Mercedes? Participe já da promoção
► Red Bull procura maior kartista amador do Brasil. Veja como participar

Apontado como um dos favoritos para a prova deste domingo (2), Kimi Räikkönen ficou com a terceira colocação no GP da Bélgica de F1. O piloto da Lotus chegou a perder a posição para Michael Schumacher, mas, em uma linda manobra, passou o heptacampeão no mergulho da Eau Rouge e garantiu a última vaga no pódio.

Após a corrida, Kimi afirmou que a Lotus não tinha velocidade para vencer em Spa-Francorchamps e se disse feliz com o resultado.
 

Räikkönen se divertiu no pódio com Vettel neste domingo (2) (Foto: Red Bull/ Getty Images/ Clive Mason)


“Nós não tínhamos muita velocidade”, afirmou. “Considerando como foi difícil lidar com isso e como o carro estava complicado de guiar, estou muito feliz por terminar em terceiro”, continuou.

Räikkönen destacou que a corrida foi mais difícil do que ele esperava e contou que o E20 passou a escorregar muito com o desgaste dos pneus.

“Não estava esperando uma corrida muito fácil e acabou sendo muito difícil”, avaliou. “As primeiras voltas com pneus novos foram boas e aí eu comecei a escorregar. Tínhamos um downforce um pouco maior para ter mais aderência, o que significa que tínhamos um pouco mais de dificuldade em linha reta”, explicou.

Kimi também falou sobre a linda ultrapassagem em Schumacher na 34ª volta da disputa. Michael, apesar do excessivo consumo de pneus da Mercedes, era mais rápido que o finlandês nas retas.

“Michael me passou uma vez e aí me pegou outra vez”, lembrou. “Mesmo com o DRS eu não podia passá-lo, então eu tinha que tentar passá-lo com o KERS na Eau Rouge e ainda assim ele quase me alcançou.”

Por fim, Räikkönen considerou que é melhor ficar com o terceiro lugar do que não completar a corrida e reconheceu que a Lotus não merecia a vitória.

“É melhor terminar em terceiro do que não terminar”, opinou. “Nós não vencemos, mas não tínhamos velocidade para vencer, então não merecíamos a vitória.”

“Nas últimas duas provas nós tínhamos a velocidade, mas em corridas onde não podíamos ultrapassar. Aqui nós não tínhamos a velocidade”, concluiu.

 A análise completa da temporada 2012 da F1 e a previsão de Flavio Gomes para o restante do Mundial na REVISTA WARM UP. Clique aqui

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube