Todt diz que admira “trabalho notável” de Ecclestone, mas pede que pare de criticar F1 em público

O presidente da FIA, Jean Todt, afirmou que Bernie Ecclestone precisa ser mais positivo ao falar da F1 em público e deixar para resolver internamente os aspectos negativos que eventualmente apareçam

O trabalho de Bernie Ecclestone é ótimo. O problema é ele criticar em público a F1. Foi o que disse Jean Todt a respeito do detentor dos direitos comerciais da categoria.
 
De acordo com o presidente da FIA, o Mundial só atingiu o patamar em que se encontra hoje graças aos esforços de Ecclestone. Mas falar mal abertamente do próprio produto acaba sendo prejudicial.
Todt elogiou o trabalho de Ecclestone no comando da F1 (Foto: Getty Images)
“É uma pergunta delicada, em primeiro lugar, e sou sincero quanto a isso: eu acho que Bernie vem fazendo um trabalho notável. Se você pegar o que a F1 era há 50 anos e ver agora, admiro o que ele fez”, comentou. “Eu reclamo do paddock, mas acho que tem dois lados, e ele é muito bem estruturado e muito profissional. Tudo o que foi feito para promover a F1 é absolutamente admirável.” 
 
“O que eu gostaria é que ele fosse mais positivo quanto ao produto, porque, se tem críticas a fazer, nas quais ele pode estar certo, é algo que deveríamos resolver internamente e não levar a público”, disse.
 
Segundo ele, a negatividade que a própria gente da F1 cria pode desencorajar não só fãs, mas também patrocinadores. “Se você é uma grande companhia e quer investir, vai se perguntar ‘por que eu devo investir se escuto que as pessoas não são felizes?'"
Presidente da FIA, Jean Todt visitou o paddock da F1 em Mônaco (Foto: AP)
Todt, pelo menos, fez o que falou. Ele mencionou a questão dos altos preços dos motores e a postura das equipes menores, mas tratou de também destacar os aspectos positivos que enxerga na F1 atual.
 
“Eu amo o automobilismo, eu amo a F1, e sinto que a F1 é uma grande categoria, provavelmente o pináculo do automobilismo. E se você me perguntar ‘pode ser melhor?’, a resposta é sim. Acho que não tem uma pessoa inteligente que acorda e pensa ‘somos os melhores’. A motivação de toda manhã deve ser ‘podemos melhorar?’”, sentenciou.
 
E um exemplo que Todt deu do entusiasmo que ainda nutre pela categoria é a expectativa que vive antes de cada corrida. “Para mim, a F1 é como ir assistir um thriller. Às vezes é bom, às vezes não é, mas isso é a expectativa, e Bernie criou isso. Todo o crédito e o dinheiro que tem, merece”, acrescentou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube