Toro Rosso troca câmbio do carro de Ricciardo, que perde cinco posições no grid da Coreia. Senna larga em 17º

Com problemas no eixo de transmissão no carro de Daniel Ricciardo, no fim do Q2, a Toro Rosso optou por fazer a troca do câmbio do STR7. O jovem australiano, que havia conquistado o sexto lugar do grid, vai largar em 21º

Daniel Ricciardo sofreu um revés de última hora e perdeu cinco posições no grid de largada do GP da Coreia do Sul, 16ª etapa do Mundial de F1, que acontece neste domingo (14). O jovem australiano, que havia conquistado o 16º lugar, enfrentou problemas no câmbio durante o Q2. A Toro Rosso avaliou a falha no STR7 de Ricciardo e considerou necessária a troca do sistema de transmissão.

Ricciardo enfrentou problemas no câmbio da sua STR7 durante o Q2 na Coreia (Foto: Red Bull/Getty Images)

Dessa forma, Daniel cai cinco posições no grid de Yeongam. De 16º, o australiano, que faz sua primeira temporada pela Toro Rosso, vai largar em 21º. Não é a primeira vez que Ricciardo tem problemas na Coreia do Sul. No ano passado, quando disputava suas primeiras provas na F1, ainda pela HRT, o oceânico sequer conseguiu marcar tempo, mas foi autorizado pelos comissários de prova a largar normalmente.

Entre os beneficiados pela punição imposta a Ricciardo está Bruno Senna. O brasileiro, que foi mal na classificação, enfrentou problemas na asa dianteira e garantiu só o 18º lugar, ganha uma posição, assim como Jean-Éric Vergne, Vitaly Petrov, Heikki Kovalainen e Timo Glock.

Daniel vai dividir a penúltima fila do grid com um piloto que, apesar da sua grande experiência, correrá na Coreia do Sul pela primeira vez. Pedro de la Rosa faz sua estreia em Yeongam, assim como Narain Karthikeyan, Kimi Räikkönen e Romain Grosjean.

F1, GP da Coreia do Sul, Yeongam, grid de largada (atualizado):

 

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube