Wolff diz que Mercedes está a “cinco ou seis problemas” de distância da Red Bull

Chefe da equipe alemã garantiu que as Flechas de Prata não estão escondendo o jogo neste início de temporada e que a baixa performance do time é reflexo de sérias questões

FÓRMULA 1 AO VIVO 2022: A SEXTA-FEIRA DA F1 NO BAHREIN | Briefing

Lewis Hamilton afirmou que a resolução dos problemas na Mercedes não deve vir a curto prazo. George Russell lamentou a falta de ritmo da equipe. E, depois das declarações dos pilotos das Flechas de Prata, foi a vez do chefe, Toto Wolff, abordar a ausência de bom desempenho do time no Bahrein. Segundo o austríaco, a falta de competitividade é causada por “cinco ou seis problemas, onde há a possibilidade de um grande ganho de performance”.

“Provavelmente é mais simples dizer o que funciona, são menos itens”, começou a explicar Wolff. “Precisamos olhar para cada área do carro, seja aerodinâmica, peso, unidade de potência. Tudo. Na Fórmula 1, nunca temos somente uma solução. Mas acho que há um ‘fruto mais baixo’ que precisamos agarrar para as próximas corridas, o que vai melhorar nossa performance”, declarou, indicando que há uma resolução de curto prazo a caminho na Mercedes. “E, então, há problemas mais complexos. Estamos abordando cada um deles”, finalizou.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Mercedes em ação nos treinos livres de sexta-feira, no Bahrein (Foto: Mercedes)

Uma dessas questões mais complexas a serem lidadas no W13 é o chamado ‘porpoising’, termo em inglês utilizado para representar os quiques no carro. Nos treinos livres 1 e 2 – e também nos testes de pré-temporada – no Bahrein, a equipe alemã foi a que mais lidou com o balanço inconstante, similar ao movimento de nado de um golfinho. Nos trabalhos de sexta-feira no Circuito de Sakhir, a Mercedes já tentou buscar medidas para conter o problema, mandando à pista dois tipos diferentes de assoalho, um no carro de Lewis Hamilton e outro no modelo de George Russell.

Ainda assim, para Wolff, mesmo possivelmente solucionando os quiques, a Mercedes precisa lidar com todos os outros problemas se quiser lutar por vitórias neste começo de temporada – cenário improvável de acordo com o chefe austríaco, que ressaltou que a Red Bull “está em uma liga própria” no início do 2022 da Fórmula 1.

A ABERTURA OFICIAL DA FÓRMULA 1 2022 DO GRANDE PRÊMIO (COM UM TOQUE DE MALHAÇÃO)

“Não acho que conseguimos igualar o desempenho dos líderes neste momento. Pessoalmente, acredito que existem soluções simples, para termos a performance de volta, que começam a cristalizar”, afirmou, antes de demonstrar pequenas doses de esperança. “São 23 corridas no calendário. Mesmo que você perca uma corrida ou duas, ou que fique fora do pódio, ninguém está protegido de falhas e acidentes. Vimos isso no ano passado”, exemplificou Wolff.

“Então nós vamos dar tudo o que podemos, trazer atualizações o mais rápido possível e entender mais o carro para acharmos performance”, finalizou o chefe de equipe. A Mercedes volta às ações no GP do Bahrein de Fórmula 1 neste sábado, com o TL3, às 9h (de Brasília). Depois, às 12h, a classificação. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades AO VIVO e EM TEMPO REAL.

GUIA FÓRMULA 1 2022
Fórmula 1 vive temporada de revolução e torce por reedição de batalha épica
Caçador experiente, campeão Verstappen passa a ser maior das caças da F1
Desafiante e mordido, Hamilton vai atrás de melhor versão em revanche na F1
Novo regulamento vira prato cheio para chance de ouro de veteranos do grid da F1
Fórmula 1 volta ao passado para acertar futuro e equilibrar forças do grid
Ferrari atropela McLaren e entra na temporada com top-3 como meta mínima
Alpine e Aston Martin investem alto por escalada improvável no pelotão

De Sainz a Norris: a turma de jovens que pode fazer estrago na F1
Mercedes e Red Bull contam com protagonistas e fiéis escudeiros para duelo 2.0
Williams, Alfa Romeo e Haas miram subida no grid em ano de renovação
Magnussen e Albon retornam, e Zhou é único estreante da Fórmula 1
Fórmula 1 mira calendário recorde em ano de guerra, pandemia e Copa do Mundo
Schumacher e Tsunoda entram em segundo ano pressionados por menos erros

Com VAR para fazer ‘tira-teima’, FIA tenta evitar pressão das equipes
F1 traz novos locais para sprint race e muda tradição dos fins de semana
Talentoso Russell enfim recebe carro à altura e vira peça-chave na Mercedes
F1 tem pré-temporada com muitas novidades e igualdade no grid

GUIA DA FÓRMULA 1 2022: 5 RAZÕES PARA PRESTAR ATENÇÃO NA TEMPORADA DA F1
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar