Trulli pede melhorias na segurança para esquiadores e diz que Schumacher sabia avaliar riscos

O italiano Jarno Trulli disse que pilotos sabem avaliar os riscos de uma ultrapassagem tanto quanto de uma montanha onde podem esquiar com os filhos

Acompanhe o noticiário completo sobre o acidente de Michael Schumacher

 
Colega de Michael Schumacher na F1 nas duas últimas décadas, o italiano Jarno Trulli destacou a preocupação do heptacampeão mundial com a segurança após o acidente de esqui em que ele se envolveu no último domingo (29), em Méribel, na França. Ele espera que o momento sirva para que as autoridades envolvidas com a modalidade pensem em novas maneiras de torná-la mais segura.
 

“Não sei como o acidente aconteceu. Foi uma fatalidade e cabe aos investigadores determinar a causa, mas o drama de Michael deve acordar todos aqueles que podem fazer algo para contribuírem para a segurança. Ele está entre a vida e a morte e estou certo de que vai se recuperar, mas não vamos deixar de lado o problema da segurança, que preocupa a todos”, disse ao site ‘Omnicorse’.

As imagens da carreira de Michael Schumacher

Jarno Trulli falou da preocupação que Schumacher sempre teve com a segurança (Foto: Caterham)

Para Trulli, Schumacher não estava brincando sem ter ciência dos perigos: ele não arriscaria a vida do filho – o maior campeão da F1 estava acompanhado pelo herdeiro Mick, de 14 anos.

“Nós, pilotos, sabemos dos riscos e como lidar com o medo. Distinguimos quando vale assumir o risco de fazer uma ultrapassagem ou se divertir na neve com a família como todos os pais fazem”, falou Trulli. “Temos uma vida normal. Infelizmente, o que aconteceu com Schumacher é uma fatalidade difícil de aceitar, até por que Michael nunca foi descuidado”, reforçou.

Trulli lembrou dos tempos em que convivia com o alemão nas reuniões da GPDA (associação de pilotos da F1) e o modo como ele se comportava.

“Não vamos esquecer o que Michael fez pela segurança na F1. Ele era, junto comigo, um dos pilotos mais ativos da GPDA e, se os GPs hoje são mais seguros, é por causa de Schumacher, um bom profissional, sempre atento aos avanços na segurança”, contou.

“Aquele piloto é um risco calculado: eu posso dizer que ele se sentia mais seguro num F1 do que andando de bicicleta ou em uma prancha de esqui”, afirmou.

A edição 45 da REVISTA WARM UP

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube