TV GP: Vettel pisou na bola ao desrespeitar acordo e passar Webber na Malásia, diz Flavio Gomes

O jornalista afirmou que o piloto da Red Bull errou ao desrespeitar o acordo interno da equipe – de não brigar por posições – nas voltas finais e ultrapassar Mark Webber. Apesar disso, disse, essas discussões éticas fazem bem para o esporte

A atitude de Sebastian Vettel no GP da Malásia não pegou bem, é o que afirma o diretor da Agência Warm Up e do Grande Prêmio, Flavio Gomes. De acordo com o jornalista, o piloto da Red Bull pisou na bola ao desrespeitar o acordo interno da equipe – de não brigar por posições nas voltas finais – ao superar Mark Webber no fim do GP da Malásia, disputado no último domingo (24).

Ainda segundo Gomes, entretanto, esses momentos de reflexão ética fazem bem para o esporte. Afinal, um atleta deve ou não fazer de tudo para conquistar uma vitória?

O jornalista ainda ressalva que a situação da Red Bull é diferente da Mercedes, onde Nico Rosberg, muito mais rápido, não tinha motivos para não ultrapassar Lewis Hamilton. Apesar disso, a equipe germânica, com um Ross Brawn viciado em controlar as corridas, determinou a manutenção das posições.

<a data-cke-saved-href="http://video.br.msn.com/watch/video/flavio-gomes-afirma-que-vettel-pisou-na-bola-ao-desrespeitar-acordo-e-passar-webber/1z76iljpu" href="http://video.br.msn.com/watch/video/flavio-gomes-afirma-que-vettel-pisou-na-bola-ao-desrespeitar-acordo-e-passar-webber/1z76iljpu" target="_new" title="Flavio Gomes afirma que Vettel pisou na bola ao desrespeitar acordo e passar Webber na Malásia">Flavio Gomes afirma que Vettel pisou na bola ao desrespeitar acordo e passar Webber na Mal&amp;aacute;sia</a>

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube