F1

Último no grid, Nasr recebe punição por ignorar bandeira amarela. Hülkenberg mantém segundo lugar no grid

A sorte sorriu para Nico Hülkenberg. Após ser investigado por não desacelerar durante um período de bandeira amarela na classificação deste sábado (2), o piloto acabou escapando da punição. O brasileiro Felipe Nasr já não teve a mesma sorte. Investigado pelo mesmo motivo, o piloto recebeu uma punição para perder três posições no grid e dois pontos em sua carteira
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Nico Hülkenberg cumprimenta Lewis Hamilton após a classificação na Áustria (Foto: Beto Issa)
Nico Hülkenberg escapou de tornar-se mais uma vítima das punições para o GP da Áustria. Após a troca da caixa de câmbio de Nico Rosberg e Sebastian Vettel, que perderam cinco posições cada, o piloto estava sendo investigado por não desacelerar durante uma bandeira amarela no Q1 deste sábado (1).
 
Após os comissários analisarem a situação do titular da Force India conclui-se que ele desacelerou o suficiente e acabou inocentado. Portanto, o alemão manteve a segunda colocação do grid de largada para o domingo, sua primeira fila desde o GP do Brasil em 2010.
A fase de Felipe Nasr não está fácil (Foto: Beto Issa)
No entanto, Felipe Nasr não teve a mesma sorte. Investigado pelo mesmo motivo de Hülkenberg, o brasileiro não conseguiu escapar da punição e perdeu três posições do grid. Ao menos ele, que havia se classificado em último, não cairá mais. Ele também recebeu dois pontos em sua carteira.
 
Rio Haryanto e Jolyon Palmer foram outros dois pilotos que também receberam punição por infrações durante o período de bandeira amarela e perderam três posições no grid.
 
PADDOCK GP #35 DEBATE MOTOGP, STOCK CAR E FAZ PRÉVIA DA F1 E FINAL DA F-E