F1

“Uma das melhores pilotagens da F1” leva chefe da Red Bull a comparar Verstappen com Senna e Schumacher

Christian Horner acredita que os fãs da F1 presenciaram “algo muito, muito especial” em Interlagos. O dirigente acredita que a pilotagem de Max Verstappen na chuva é comparável com o GP de Mônaco de 1984 e o GP da Espanha de 1996, grandes momentos de Ayrton Senna e Michael Schumacher, respectivamente

Warm Up, de Interlagos / VITOR FAZIO, de Porto Alegre / EVELYN GUIMARÃES, de São Paulo
A corrida de gênio que Max Verstappen fez na chuva em Interlagos neste domingo (13) certamente merece aplausos. Por conta de uma estratégia ruim da Red Bull, o holandês caiu para 15o – e conseguiu se recuperar a ponto de subir ao pódio. As várias ultrapassagens em um curto espaço de tempo fizeram o chefe da equipe, Christian Horner, comparar o jovem holandês com Ayrton Senna e Michael Schumacher, dois dos melhores pilotos de chuva que a F1 já viu.

“Foi uma melhores pilotagens que eu já vi na F1, para ser honesto”, apontou Horner. A recuperação foi incrível. Nós tentamos algo com intermediários, parecia certo na hora. Daniel (Ricciardo) estava fazendo as voltas mais rápidas da corrida, era o tipo de manobra que podia nos ganhar a corrida”, justificou.

“Mas a chuva aumentou, então acabamos dando um monte de trabalho para ele (Verstappen) fazer. O jeito que ele pilotou nas últimas 15 voltas foi incrível”, seguiu.
Max Verstappen (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Perguntado sobre como comparar o GP do Brasil de 2016 com o GP de Mônaco de 1984 e o GP da Espanha de 1996 – grandes corridas de Senna e Schumacher, respectivamente –, Horner foi direto ao ponto: a apresentação de Verstappen foi no mesmo nível dos dois campeões.

“Está no mesmo nível. Você precisa comparar isso com os grandes momentos. Não é sempre que você vê uma corrida como essa, e o que presenciamos hoje foi algo muito, muito especial”, completou.

A recuperação não foi suficiente para Verstappen levar a vitória – Lewis Hamilton disparou na frente para vencer, enquanto Nico Rosberg evitava erros para ser o segundo colocado. Agora a F1 parte para Abu Dhabi, onde, em duas semanas, será encerrada a temporada 2016