Valsecchi admite que gostaria de ser titular, mas agradece Lotus por ser reserva: “Vou me lembrar disso”

Piloto teve a chance de andar com o carro da equipe no sábado (2), já que Kimi Räikkönen não tinha condições de testar. Ele contou que tentou uma vaga como titular, mas que apenas equipes fracas entraram em contato

Com um problema estomacal, Kimi Räikkönen não participou do teste da pré-temporada realizado no sábado (2), em Barcelona. E quem ocupou seu lugar foi o italiano Davide Valsecchi, atual campeão da GP2, que brincou com a situação de ter sido chamado em cima da hora para substituir o finlandês.
 

Davide Valsecchi afirmou que não vai esquecer o que a Lotus fez por ele (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

“Eu usei o cockpit, o macacão e a sapatilha de Kimi, só não usei a roupa íntima dele”, brincou Valsecchi, que foi acompanhado por Romain Grosjean, também chamado pela equipe para trabalhar no carro com a ausência de Räikkönen na atividade.

Mesmo feliz com a chance de pilotar por alguns instantes o E21, o piloto mostrou chateação por não ter tido uma chance forte de brigar por uma vaga no grid neste ano, mas agradeceu a Lotus pela chance de ser reserva da equipe nesta temporada.

“Houve algum contato, mas todos eles estavam pedindo patrocinadores. E tudo que ofereceram foram um Fiat Punto”, contou o piloto ao jornal italiano ‘Tuttosport’, dando a entender que só equipes do fundo do grid entraram em contato. “A Lotus foi a única a ligar e realmente propor algo. Se um dia me tornar o melhor do mundo, vou me lembrar disso”, finalizou Valsecchi.

Com 16 voltas, ele foi o que menos andou nas atividades realizadas em Barcelona e ficou com a 20ª colocação no geral, à frente de Daniel Ricciardo, da Toro Rosso, de Max Chilton, da Marussia, e de Giedo van der Garde, da Caterham.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube