Bottas diz que “tem de trabalhar mais e achar melhor versão de si” para bater Hamilton

Valtteri Bottas reconheceu que enfrentar Lewis Hamilton na mesma equipe é uma missão bem difícil, mas entende que há maneiras de tentar reduzir a diferença e entrar em uma disputa mais direta com o heptacampeão em 2021. E o finlandês sabe até a receita

Valtteri Bottas tem uma das tarefas mais indigestas de todo o grid da Fórmula 1.  Ao mesmo tempo em que tem a chance de guiar o melhor carro do campeonato, o finlandês também precisa enfrentar o piloto mais bem-sucedido da história dentro da mesma garagem. Valtteri divide a Mercedes com Lewis Hamilton desde 2017, quando ganhou a oportunidade depois da inesperada aposentadoria de Nico Rosberg – único que conseguiu vencer o inglês dentro dos boxes alemães. Bottas, portanto, segue tentando, só que jamais esteve em posição de realmente ameaçar o companheiro de equipe e agora diz ter um plano para tentar derrotar o britânico.

Os números, no entanto, jogam contra o nórdico. Em quatro temporadas na esquadra da estrela, o competidor de 31 anos ganhou apenas nove vezes, enquanto Hamilton venceu 42 provas no mesmo período, além de faturar quatro títulos mundiais em sequência. Valtteri, por sua vez, foi vice nos últimos dois anos. Então, existe uma forma de vencer o heptacampeão e repetir o que fez Rosberg em 2016?

“Eu tenho de tentar”, respondeu o dono do carro #77 ao GRANDE PRÊMIO, durante entrevista promovida pela Petronas, parceira da Mercedes na Fórmula 1. “Se você olhar para os números, ele é o piloto que mais ganhou na história da Fórmula 1. Não é um cara fácil de bater. Isso é um fato. Mas é o que me faz também trabalhar sempre muito mais, o que me faz sempre tentar encontrar algo novo em mim. Quando cometo um erro, tento me certificar de nunca mais acontecer de novo. Tento aprender com os meus erros e defeitos a cada ano”, completou.

LEIA TAMBÉM
+Retrospectiva 2020: Versão 3.0 de Bottas fracassa miseravelmente. E nem vice salva ano
+Retrospectiva 2020: Leão de treino, Russell prova do que é feito ao volante da Mercedes

Bottas tenta traçar um plano para derrotar Hamilton em 2021 (Foto: Mercedes)

Nas duas últimas temporadas, Bottas iniciou o campeonato com vitória e grande atuação, mas não foi capaz de manter o alto rendimento, sendo ofuscado facilmente por Hamilton. Para o finlandês, a explicação está na ausência de consistência, um dos pontos mais fortes do rival. “É mais sobre como ele impõe uma forte consistência. Como ele se mantém nesse nível, corrida após corrida, quase sem erros. É claro que ele possui um talento enorme, mas acho que a experiência e a consistência que possui agora tem feito grande diferença”, ressaltou.

“Por isso, tenho de focar em achar essa consistência. Temos de nos certificar que é possível colocar pressão em todas as corridas. Neste esporte, são detalhes como esses que contam também. Preciso tentar ter uma versão melhor de mim”, acrescentou Valtteri, afirmando que o colega inglês é a única coisa que o separa de vitórias e títulos.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Lewis, basicamente”, disse Bottas, que conseguiu bater o companheiro de Mercedes apenas quatro vezes em treinos classificatórios em 2020, sendo que a maior margem foi de 0s256 no grid do GP de Eifel. Já Hamilton chegou a colocar mais de 1s em cima do finlandês – aconteceu no GP da Estíria, debaixo de muita chuva. Em corridas, Lewis venceu 11 vezes na temporada passada, contra apenas 2 triunfos do nórdico. Mas Valtteri tem um plano para 2021.

“Se eu tiver um ano mais consistente, sem tantos momentos de má sorte, eu acho que tenho uma chance de disputar o título. Por isso, estou ansioso pelo próximo, para começar tudo do zero e tentar novamente. Não vou desistir disso. Eu vou manter o trabalho sério, porque há sempre a recompensa, cedo ou tarde”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube