“Valtteri, é Max”: Red Bull provoca Mercedes após estratégia fracassada na Rússia

Red Bull usa redes sociais para cutucar a rival depois de usar Valtteri Bottas para tentar conter Max Verstappen em Sóchi

COMO HAMILTON VENCEU, VERSTAPPEN FOI 2° E NORRIS SÓ 7° NO GP DA RÚSSIA DE F1

O último domingo amanheceu com uma enorme surpresa na Fórmula 1. Após uma classificação abaixo da crítica no sábado, a Mercedes se moveu para tentar marcar Max Verstappen. Com um detalhe: o holandês estava punido e, por isso, largava na última colocação. A equipe anglo-alemã resolveu então trocar o motor de Valtteri Bottas e jogá-lo do sétimo para o 17º lugar no grid do GP da Rússia.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Se parecia absurdo na hora se movimentar para algo assim, uma vez que Lewis Hamilton largava em quarto e Bottas em sétimo, ficou ainda mais estranho quando Verstappen ultrapassou Bottas ainda nas primeiras voltas sem qualquer dificuldade e seguiu em frente.

No fim das contas, Hamilton e a Mercedes venceram a corrida, mas Verstappen conseguiu comemorar bastante ao sair do 20º lugar e, também com um golpe de sorte da chuva no fim, terminou em segundo.

Max Verstappen ganhou 18 posições no GP da Rússia. Largou em 20º e chegou em segundo (Foto: Red Bull Pool Content/Getty Images)
Paddockast #122: ‘Schumacher’ é documentário incompleto ou foi vítima de expectativas irreais?

Apenas três dias depois da corrida, então, a Red Bull postou uma foto do carro #33 à caça da Mercedes em Sóchi com a legenda: “Valtteri, é Max”. Claro, uma analogia com os avisos que as equipes costumam dar para seus pilotos quando recebem a aproximação dos companheiros de equipe e devem deixá-los passar.

De qualquer forma, não foi a primeira vez na temporada que a Mercedes ordenou que Bottas atrasasse Verstappen e o finlandês não conseguiu fazer o trabalho. Na França, Verstappen tinha pneus mais novos e tinha ritmo para chegar ao líder Hamilton antes do final – a não ser que o segundo colocado daquele momento, Bottas, resistisse por duas ou três voltas. Errou e não conseguiu. Na Holanda, Bottas sentia a aproximação de Verstappen e Hamilton juntos e sequer criou expectativa de deixar Lewis embolar as coisas: Max passou imediatamente.

Antes disso, quando o campeonato começava, Verstappen também protagonizou uma das boas ultrapassagens do ano para cima de Bottas no GP da Emília-Romanha. Nas três oportunidades: Emília-Romanha, França e Holanda, Verstappen seguiu para vencer.

Hamilton recuperou a liderança do campeonato com a vitória na Rússia, mas tem apenas dois pontos de vantagem para Verstappen. A F1 volta no fim de semana dos dias 8-10 de outubro, em Istambul, com o GP da Turquia.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!
McLaren vive segundo semestre de sonho e se encaminha para entrar na ‘Fórmula 1 A’

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar