Impecável, Bottas vence molhado GP da Turquia. Verstappen é 2º e Hamilton, 5º

Valtteri Bottas conquistou uma vitória irretocável no GP da Turquia. Max Verstappen e Sergio Pérez completaram o pódio, enquanto Lewis Hamilton foi o quinto

TUDO SOBRE O GP DA TURQUIA DE FÓRMULA 1 | BRIEFING

Em 2020, Valtteri Bottas foi motivo de chacota por rodar seis vezes no asfalto traiçoeiro e molhado durante o GP da Turquia. Quase um ano depois, neste domingo (10), o finlandês deu a volta por cima em Istambul e, com chuva e tudo, fez uma corrida irrepreensível e conquistou sua primeira vitória na temporada 2021 da Fórmula 1. Desde a largada, Valtteri ocupou a liderança e só a perdeu durante o período para troca de pneus. De quebra, o piloto do carro #77 da Mercedes ainda marcou a melhor volta da corrida. Desta forma, Bottas chegou à décima vitória da carreira na F1.

Em termos de luta pelo título, porém, Max Verstappen foi o grande vencedor do dia na Turquia. O holandês largou em segundo, não comprometeu e, embora em momento algum tivesse sido um concorrente à vitória, conquistou uma muito importante segunda posição. Sergio Pérez foi o terceiro colocado e marcou assim seu terceiro pódio com a Red Bull em 2021.

Lewis Hamilton, por sua vez, teve de se contentar com o quinto lugar na corrida. O heptacampeão tentou de tudo para ganhar posições depois de ter largado em 11º: fez grandes ultrapassagens, travou notável duelo com Pérez, foi fechado por Nikita Mazepin e até chegou a cogitar uma estratégia de não parar para trocar pneus. Mas a parada foi inevitável por conta do desgaste dos compostos intermediários. O heptacampeão terminou logo atrás de Charles Leclerc, que chegou até a liderar com a Ferrari ao arriscar seguir na pista sem trocar pneus, mas também teve de partir para o pit-stop.

Pierre Gasly acertou Fernando Alonso na primeira curva e na primeira volta, foi punido em 5s, mas fez uma corrida bastante segura para terminar em sexto lugar e concluir um fim de semana positivo com a AlphaTauri. Lando Norris, desta vez, ficou longe das posições de ponta e foi o sétimo com a McLaren, à frente de Carlos Sainz, que largou em P19, foi prejudicado por uma falha da Ferrari no pit-stop e mesmo assim arrancou o oitavo lugar. Lance Stroll, da Aston Martin, e Esteban Ocon, da Alpine, fecharam a lista dos dez primeiros.

VALTTERI BOTTAS; GP DA TURQUIA; FÓRMULA 1;
Valtteri Bottas partiu para uma vitória perfeita na Turquia (Foto: Jiri Krenek/Mercedes)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Saiba como foi o GP da Turquia de Fórmula 1

Com pista bastante molhada, mas sem chuva, todos os 20 pilotos alinharam para o grid com pneus intermediários. Valtteri Bottas se posicionou na pole-position e teve ao seu lado Max Verstappen, em segundo. Lewis Hamilton estava no meio da confusão, em 11º lugar, enquanto Carlos Sainz e Daniel Ricciardo ficaram lado a lado na última fila.

Bottas fez uma grande largada e se manteve bem à frente de Verstappen, enquanto Charles Leclerc se sustentou em terceiro. Sergio Pérez ganhou duas posições e deixou para trás Pierre Gasly e Fernando Alonso, que foi tocado pelo francês, caiu para 15º e disparou: “Que estúpido, Gasly”. Hamilton escapou de qualquer problema no meio do pelotão e concluiu a primeira volta em oitavo.

LARGADA; GP DA TURQUIA; FERNANDO ALONSO; RODADA;
Fernando Alonso roda na largada do GP da Turquia (Foto: F1/Twitter)

Alonso ainda chegou a tocar na Haas de Mick Schumacher. O alemão era o 19º, atrás de Nikita Mazepin e à frente de Nicholas Latifi, que rodou no começo da corrida.

Hamilton tinha Yuki Tsunoda à frente para tentar ganhar terreno e avançar na corrida. O japonês jogou duro, mas Lewis, com manobra digna de heptacampeão mundial, colocou o carro por fora, fez a ultrapassagem e subiu para oitavo. Pouco depois, a direção de prova anunciou as punições em razão dos incidentes na primeira volta: Gasly e Alonso foram punidos em 5s.

LEWIS HAMILTON; YUKI TSUNODA; GP DA TURQUIA;
Lewis Hamilton passa Yuki Tsunoda por fora no GP da Turquia (Foto: Reprodução)

Em grande forma, Hamilton continuou a abrir caminho, passou Lando Norris com facilidade e foi pra cima de Gasly. Outro piloto com excelente ritmo era Carlos Sainz, que largou em 19º, escalou muitas posições e já era o décimo depois de passar Sebastian Vettel na volta 14. Já Ricciardo, que partiu em último, estava em 16º, logo atrás de George Russell.

Na volta 15, Hamilton passou Gasly com facilidade e subiu para quinto. A luta do heptacampeão passava a ser Sergio Pérez, que tinha a missão de segurar o piloto da Mercedes para ajudar Verstappen.

Sainz abriu caminho e deixou mais um para trás, Tsunoda, e subiu para nono. Hamilton, pouco mais à frente, reclamava do desgaste dos pneus, mas ainda assim tinha ritmo muito forte: o piloto chegou a fazer novamente a volta mais rápida da corrida e chegou de vez em Pérez.

MAX VERSTAPPEN; CHARLES LECLERC; GP DA TURQUIA;
Max Verstappen teve de lutar para seguir à frente de Charles Leclerc (Foto: Dan Mullan/Getty Images/Red Bull Content Pool)

Ricciardo, que já estava no fim da fila, foi chamado pela McLaren para os boxes para colocar um novo jogo de pneus intermediários. O piloto voltou em P18, mas com ritmo muito mais lento com os compostos novos, enquanto Tsunoda escapou na curva 9, muito em razão também dos pneus desgastados.

Diante da chuva que voltou a aparecer, os pilotos se mostravam em dúvida sobre qual estratégia seguir. Sainz, em nono lugar, apontava para apenas uma parada ao longo da corrida.

NIKITA MAZEPIN; LEWIS HAMILTON;
Retardatário, Nikita Mazepin fechou Lewis Hamilton quando ia levar uma volta (Foto: Reprodução)

Com 30 voltas completadas, Bottas fazia excelente prova e tinha quase 4s de frente para Verstappen. Àquela altura, Leclerc era quem tinha a volta mais rápida. O monegasco era o terceiro, seguido por Pérez, que por sua vez tinha menos de 1s de vantagem para Hamilton. O heptacampeão foi fechado pelo retardatário Mazepin no momento em que o russo levava uma volta.

A corrida ainda tinha boas disputas com Lance Stroll e Sainz, pelo nono lugar, e Sebastian Vettel e Esteban Ocon, pelo décimo. Naquele instante, Alonso entrava no pit-lane para cumprir a punição e fazer seu pit-stop.

O grande momento da corrida aconteceu entre as voltas 34 e 35. Hamilton chegou de vez em Pérez e colocou seu carro lado a lado para fazer a ultrapassagem. Por muito pouco os dois não se tocaram. O mexicano foi valente e lutou de forma leal pela posição e se manteve à frente.

LEWIS HAMILTON; SERGIO PÉREZ; DUELO; GP DA TURQUIA;
Grande duelo entre Hamilton e Pérez na Turquia (Foto: F1/Twitter)

Verstappen foi aos boxes para fazer a troca de pneus na volta 37, partindo para um novo stint com pneus intermediários. O holandês voltou logo à frente de ‘Checo’ e Hamilton, em terceiro. Outro que fez seu pit-stop foi Sainz. Foi aí que a Ferrari derrubou a corrida do espanhol depois de problemas na troca de pneus.

Diante de uma pista que estava seca em alguns trechos, Vettel arriscou e colocou pneus médios, slicks. A estratégia não deu certo, e o carro se mostrou completamente inguiável naquelas condições. Seb teve de voltar aos boxes para uma nova troca, daquela vez voltando para os intermediários.

Depois das trocas de pneus de Bottas e Pérez, a ordem da corrida era Leclerc em primeiro, Valtteri em segundo, Verstappen em terceiro, Hamilton em quarto e ‘Checo’ em quinto. Leclerc perguntou à Ferrari se era possível seguir na pista sem trocar pneus e ouviu resposta positiva. A Mercedes, ao contrário, não se animou muito com a possibilidade, mas Hamilton decidiu arriscar e ir até o fim sem pit-stop.

CHARLES LECLERC; FERRARI; PIT-STOP; GP DA TURQUIA;
Charles Leclerc bem que tentou, mas não conseguiu evitar o pit-stop (Foto: F1/Twitter)

Leclerc arriscou, mas não conseguiu se sustentar na liderança por muito tempo, já que Bottas tinha muito mais ritmo com pneus intermediários novos. O finlandês fez a ultrapassagem na curva 1, durante a volta 47, e retomou a ponta. Em seguida, o piloto da Ferrari foi aos boxes para colocar pneus intermediários novos.

Mas Hamilton resistiu na pista e se manteve sem pit-stops, encarando as voltas finais da corrida mesmo com pneus bastante desgastados. A ordem da corrida era formada por Bottas, Verstappen e, muito perto do holandês, Lewis. Mas a Mercedes decidiu não arriscar mais, e o heptacampeão atendeu ao chamado para fazer, enfim, o pit-stop. O dono do carro #44 voltou em quinto, atrás de Leclerc e Pérez.

O piloto da Ferrari voltou à pista com ritmo bem mais lento que o de Pérez. O mexicano conseguiu fazer a ultrapassagem na volta 51 e assumiu a terceira posição, em uma das suas melhores corridas da temporada. Hamilton também se aproximou do monegasco, mas não conseguiu ganhar a posição.

Ao fim de 58 voltas, Bottas enfim teve a chance de comemorar sua primeira vitória na temporada. Com uma jornada impecável, o finlandês cravou a melhor volta e triunfou com louvor no GP da Turquia.

F1 2021, GP da Turquia, Istambul, Resultado Final:

1V BOTTASMercedes58 voltas 
2M VERSTAPPENRed Bull Honda+14.584 
3S PÉREZRed Bull Honda+33.471 
4C LECLERCFerrari+37.814 
5L HAMILTONMercedes+41.812 
6P GASLYAlphaTauri Honda+44.292 
7L NORRISMcLaren Mercedes+47.213 
8C SAINZFerrari+51.526 
9L STROLLAston Martin Mercedes+1:22.018 
10E OCONAlpine+1 volta 
11A GIOVINAZZIAlfa Romeo Ferrari+ 1 volta 
12K RÄIKKÖNENAlfa Romeo Ferrari+ 1 volta 
13D RICCIARDOMcLaren Mercedes+ 1 volta 
14Y TSUNODAAlphaTauri Honda+ 1 volta 
15G RUSSELLWilliams Mercedes+ 1 volta 
16F ALONSOAlpine+ 1 volta 
17N LATIFIWilliams Mercedes+ 1 volta 
18S VETTELAston Martin Mercedes+ 1 volta 
19M SCHUMACHERHaas Ferrari+ 2 voltas 
20N MAZEPINHaas Ferrari+ 2 voltas 
      
VMRV BOTTASMercedes1:30.432Volta 58

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar