Vandoorne destaca possibilidade de pressionar Alonso na McLaren: “É bom para o espírito da equipe”

Stoffel Vandoorne vive grande fase após cruzar a linha de chegada em Sepang na sétima posição. Em alta, o belga fala até em pressionar Fernando Alonso no fim da temporada – mas tudo em nome da boa forma da McLaren

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Stoffel Vandoorne está em alta na McLaren. O belga foi o sétimo colocado no GP da Malásia do último fim de semana, resultado que o deixou na frente de Fernando Alonso no Mundial de Pilotos, mesmo que sem chamar muita atenção ao longo da temporada. Com 2017 já perto do fim, Vandoorne se vê cada vez melhor – e em condições até de pressionar o companheiro Alonso.
 
"Ultimamente tudo está indo muito bem para mim. Isso mostra que todo o trabalho que faço com a equipe está sendo recompensado”, comentou Vandoorne, entrevistado na coletiva de imprensa da F1 em Suzuka. “Trabalho bem com meus engenheiros e tenho pressionado o Alonso, o que é bom para o espírito da equipe. Estamos em um ponto perfeito”, refletiu.
Stoffel Vandoorne quer ser uma pedra no sapato de Fernando Alonso (Foto: Beto Issa)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O ótimo resultado em um circuito de alta velocidade como Sepang era algo inimaginável até pouco tempo atrás. Mesmo com longas retas, o circuito malaio não foi um problema incontornável para Vandoorne, que cruzou a linha de chegada na frente da dupla da Williams.
 
“Como equipe, progredimos muito desde o começo da temporada”, recordou. “Todo mundo sabe o que aconteceu nos testes. Só estar na pista já era algo muito difícil. Conseguimos algo positivo de corrida em corrida, algo sempre melhorava. Ainda temos cinco corridas nesse ano e precisamos pisar fundo em todas elas. Quem sabe o que podemos alcançar?”, encerrou.
 
Vandoorne chegou aos 13 pontos no Mundial de Pilotos. Fernando Alonso, vítima de mais abandonos ao longo de 2017, estacionou nos 10.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da F1 no Japão AO VIVO e em TEMPO REAL, com livetiming e gráfico interativo.

HÁ ESPERANÇA?

MESMO COM RESULTADO RUIM, VETTEL GANHA FORÇA NA MALÁSIA  

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube