Vergne decide abandonar posto de piloto reserva da Ferrari na F1 para focar em carreira na F-E

Jean-Éric Vergne não está interessado em seguir cumprindo as funções de piloto reserva da Ferrari. Após dois anos em Maranello, o francês prefere concentrar esforços na emergente Techeetah, equipe da F-E

 
Jean-Éric Vergne decidiu cortar os últimos vínculos que ainda tinha com a F1. O francês revelou a intenção de abrir mão da vaga de piloto reserva da Ferrari, posto que ocupava desde 2015. Assim, Vergne abre espaço em sua agenda – espaço esse que deve ser utilizado para se desenvolver na F-E, onde compete pela Techeetah.
 
“Estava claro desde o princípio que eu não continuaria como reserva nesta temporada. Eu ainda tenho muito contato e boas relações com a Ferrari, mas não vou ir aos GPs nem cumprir a função que eu tinha”, disse Vergne, falando ao ‘Motorsport.com’.
 
A reserva na Ferrari foi uma solução temporária para um piloto que não sabia ao certo o que fazer após perder uma vaga na Toro Rosso, onde foi titular entre 2012 e 2014. Enquanto recalculava a rota da carreira, Maranello servia como um porto seguro. Dois anos depois, o francês parece determinado em seguir carreira no campeonato elétrico
Jean-Éric Vergne cansou de ser reserva da Ferrari (Foto: Reprodução)

Mais do que isso, Vergne vê o interesse da Techeetah crescendo. A equipe chinesa comprou ações da F-E, o que aponta para um envolvimento de longo prazo.

 
“Desde que começamos a trabalhar em cima deste projeto, sempre foi um plano fazer isso [virar acionista] acontecer. É uma grande empresa que viu uma grande oportunidade de fazer parte de algo que vai crescer bastante”, definiu Vergne.
 
Jean-Éric subiu ao pódio no eP de Buenos Aires. O segundo lugar veio após uma corrida combativa, em que o francês chegou a pressionar Sébastien Buemi, vencedor na Argentina.
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube