Vergne diz que ficou chateado com Red Bull, mas que agora vê “lado positivo” em continuar na Toro Rosso

Jean-Éric Vergne afirmou que, após um período chateado com a escolha da Red Bull de promover Daniel Ricciardo, aprendeu a ver o "lado positivo" de permanecer na Toro Rosso

Jean-Éric Vergne falou nesta quarta-feira (5) sobre sua permanência na Toro Rosso. O francês admitiu que ficou chateado por um bom tempo, mas que as férias o ajudaram a perceber que a decisão da Red Bull tem seu lado positivo. Vergne perdeu a disputa por uma vaga na equipe austríaca para o companheiro Daniel Ricciardo, que será companheiro de Sebastian Vettel neste ano. 
 
“Foi complicado no começo. Eu acho que a pausa de inverno me fez bem. Eu cheguei à conclusão que não há nada de errado em estar na Toro Rosso. Esta é a melhor opção para mim, a Red Bull sempre fez as melhores escolhas na minha carreira”, afirmou o piloto.
 
O gaulês afirmou que entende a escolha da equipe austríaca e que vai trabalhar para ser um piloto muito melhor a partir de 2014.
 
“Se eles não me escolheram, é porque acharam que eu ainda não estava pronto. Ainda preciso trabalhar para melhorar em algumas áreas. Então, estou pronto para ser muito melhor este ano”, disse.

Jean-Éric Vergne afirmou que a pausa de inverno fez muito bem para sua cabeça. O foco é na Toro Rosso em 2014 e em melhorar (Foto: Getty Images)

Vergne finalizou dizendo que só lhe restavam duas opções: ficar bravo e fechar o rosto ou entender e buscar melhorar e ser feliz. O francês optou pela segunda.
 
“Você tem duas opções. A primeira é ficar bravo, não entender e achar que você é melhor e eles estão errados. A segunda, a qual escolhi, é compreender a escolha e buscar o lado positivo. E agora vou trabalhar em todos os aspectos para ser um piloto melhor. E para ser feliz”, concluiu o piloto da Toro Rosso.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube