Vergne manifesta desejo de continuar na F1 em 2015, mas não descarta possibilidades em outras categorias

Jean-Éric Vergne ainda não tem lugar garantido para correr em 2015. O francês, que recentemente perdeu o posto de piloto titular da Toro Rosso para Max Verstappen, manifestou sua vontade de seguir na F1, mas não descartou a hipótese de disputar outra categoria

Jean-Éric Vergne ainda busca definir seu rumo para a temporada 2015 após perder a vaga de piloto titular da Toro Rosso para Max Verstappen. Nesta segunda-feira (15), o francês falou à revista ‘Autosport’ da intenção de permanecer na F1, mas ressaltou que precisa ficar atento às oportunidades em outras categorias.
 
O piloto explicou que muitos acabam complicando as carreiras ao esquecerem as oportunidades além da F1.
 
“Muitos pilotos focam somente em um lugar na F1 e acabam ficando sem nada. Portanto, preciso manter meus olhos bem abertos”, disse.
 
Ao ser questionado sobre a possibilidade de assumir um posto como piloto reserva, Vergne deixou claro o desejo de se manter no grid.
 
“Eu adoraria seguir guiando. Claro que depende muito da oportunidade, mas minha intenção é seguir como piloto titular”, afirmou.
 
O gaulês disse não saber o tamanho das suas chances, mas que depende da confiança de pessoas importantes de dentro dos times.
 
“Se pessoas importantes de alguns times confiarem em mim, minhas chances aumentam. Os três anos que passei na Toro Rosso me deixaram bem mais forte”, declarou o piloto.
Jean-Éric Vergne ainda não decidiu para onde vai em 2015 (Foto: getty Images)
Vergne ainda citou o sucesso de Daniel Ricciardo como exemplo de que pode evoluir na F1 e garantiu que tem potencial para repetir o bom desempenho do australiano em uma grande equipe.
 
“A boa campanha de Daniel pode me ajudar bastante, já que alguns times querem campeões mundiais, mas o futuro da F1 pode não estar nos campeões, mas sim nos jovens que têm muita motivação. É o meu caso. Olhando os meus resultados e os de Daniel na carreira, dá para ver que eu tenho potencial para estar onde ele está”, concluiu.
 
Vergne é o 13º no Mundial de Pilotos, com 11 pontos. Daniil Kvyat, companheiro de Toro Rosso, é o 15º, com 8. 
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube