Verstappen critica treino livre único da Fórmula 1 em Ímola: “Um pouco estúpido”

Na opinião do piloto holandês, o desconhecimento das equipes em relação ao traçado de Ímola exige uma adaptação especial para o GP da Emília-Romanha

Ímola retorna ao calendário da Fórmula 1 em 2020 para ajudar a compor o restante do campeonato. A corrida chama atenção em si por trazer um novo formato de fim de semana, condensado em dois dias e com apenas um treino livre de 90 minutos, o que não agrada Max Verstappen, da Red Bull.

Questionado sobre o assunto durante a coletiva do GP dos 70 Anos da Fórmula 1, o holandês criticou a ideia pela falta de experiência dos pilotos com a pista nos bólidos atuais.

“Se fosse em uma pista que conhecêssemos, que já tivéssemos pilotado com os carros de hoje, não seria problema. Mas quando é uma pista nova e apenas uma sessão…no fim será o mesmo para todo mundo, não tem problema, mas acho um pouco errado. Nos dê duas sessões em vez de uma, apenas para arrumar as coisas e ter certeza que tudo está funcionando”, declarou o holandês.

Max Verstappen visa o quarto pódio da temporada no GP dos 70 Anos (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Ímola, que está fora da F1 desde 2006, receberá o GP da Emília-Romanha. A última vez que Verstappen competiu na pista foi em 2014, nos tempos de F3 Europeia.

“Eu realmente não ligo para o formato de dois dias, mas nos dê duas sessões de treinos. É até melhor realizar duas sessões de 60 minutos do que uma única de 90. Acho um pouco estúpido. Estou animado para correr lá, acho um pouco errado a forma que fizeram, é uma pena”, completou.

O GP da Emília-Romanha está marcado para acontecer no dia 1 de novembro.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todas as atividades do GP dos 70 Anos, quinta etapa da temporada 2020 da Fórmula 1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube