Verstappen culpa “vento traiçoeiro” por escapadas e batida no TL2 da Áustria

Max Verstappen foi um dos dois pilotos a bater o carro no segundo treino livre do GP da Áustria. O holandês falou de como o vento atrapalhou a pilotagem

O começo do final de semana não foi nada bom para Max Verstappen. Nesta sexta-feira (28), na abertura das atividades da F1 na Áustria, o holandês perdeu o carro na curva 10 e bateu forte, danificando bastante. Para Max, o vento forte foi fator crucial para as escapadas e a rodada seguida de pancada no TL2.
 
Verstappen comentou que o vento era algo que vinha incomodando já de antes e o carro da Red Bull estava sistematicamente escapando de traseira. 
 
"É difícil dizer, mas eu já estava reclamando em todas as minhas voltas do vento que estava sendo traiçoeiro tornando o carro arisco e nos fazendo sair de traseira. Basta ver os dados, estávamos saindo muito de traseira e isso, definitivamente, não ajudou", disse.
Max Verstappen deu no muro (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

O holandês citou também a batida de Valtteri Bottas como exemplo de carros incontroláveis no Red Bull Ring, mas, de toda forma, garantiu que se sentiu confortável no bólido do time austríaco nas primeiras atividades.

 
"Os carros, em geral, são mais sensíveis ao vento e também vimos isso com o Valtteri. Talvez tenha sido bom porque vão pegar o carro e substituir algumas partes. Da minha parte, estava confortável no carro e é isso que basta. Não sei se o equilíbrio pode ser muito melhor que isso", completou.
 
Batendo cedo e perdendo boa parte da sessão, Max foi nono no TL2, 0s8 atrás do líder Charles Leclerc e quase 0s4 do companheiro Pierre Gasly.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube