Verstappen defende Vettel e diz que punição “arruinou empolgação” do GP do Canadá

Max Verstappen avaliou que Sebastian Vettel não merecia uma punição pelo incidente com Lewis Hamilton no GP do Canadá. O piloto da Red Bull, no entanto, considerou que os comissários não merecem ser alvos de ataques, já que entende que eles acabam sem opções por conta do texto do regulamento

Max Verstappen acredita que os comissários da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) erraram ao punir Sebastian Vettel com 5s no GP do Canadá. Ainda assim, o piloto da Red Bull isentou os julgadores, já que entende que eles apenas têm de cumprir o que determina o regulamento.
 
Depois de conquistar em Montreal sua primeira pole-position na temporada 2019, Vettel fez uma boa saída e liderou a corrida praticamente toda, mas, na 48ª volta, quando vinha pressionado por Lewis Hamilton, escapou da pista no trecho entre as voltas 3 e 4. 
 
O piloto da Ferrari voltou à pista rapidamente, mas acabou fechando Hamilton, um lance que os comissários viram como pilotagem perigosa. A FIA (Federação Internacional de Automobilismo), então, aplicou uma punição de 5s, que foi o bastante para tirar a vitória de Vettel e entregar a Hamilton.
Max Verstappen avaliou que Vettel não merecia punição no Canadá (Foto: Dan Istitene/Getty Images)
Paddockast #22
O que torna uma corrida de qualquer categoria legal? E chata?

Falando à imprensa nesta quinta-feira (20) em Paul Ricard, Verstappen defendeu Vettel e avaliou que a punição também tirou a atratividade da corrida. 
 
“No geral, se você vai aplicar uma punição, que não faça na corrida”, disse Verstappen. “Isso arruína toda a empolgação de Lewis alcançando Seb e lutando pela vitória”, seguiu.
 
“Quando você olha para trás, o primeiro erro que aconteceu foi que Seb saiu da pista, mas aí ele voltou, ele não fez nada. Ele não estava bloqueando Lewis de propósito. Darem uma punição a ele foi errado”, avaliou. “Ele fez tudo que podia para fazer de uma maneira segura. Você escapa na liderança, sabe que Lewis está só 1s5 atrás, então você continua acelerando e controlando [o carro]”, apontou.
 
Apesar de julgar que Vettel não fez nada errado, Verstappen foi compreensivo com a postura de Hamilton e admitiu que também teria se queixado no rádio dizendo que foi bloqueado.
 
“Lewis o viu escapar. Quando ele vai para a esquerda, ele sabe que Seb vai voltar e, claro, ele vai abrir a trajetória, e ele teve de tirar o pé”, declarou. “Se eu fosse Lewis, também teria ido ao rádio dizer que ele me bloqueou. Você sabe que tem isso no regulamento e que é uma possível punição”, admitiu.
 
Por fim, Max também foi solidário com os comissários, que foram atacados nas redes sociais por conta da punição imposta a Vettel.
 
“Acho que eles sabem o que está acontecendo, mas, às vezes, eles não podem dar outra punição, porque esta escrito exatamente daquele jeito no regulamento de que eles têm de dar essa punição”, ponderou. “Às vezes, eles não querem, mas têm de fazer. Li alguns comentários de que alguns dos comissários receberam mensagem com linguagem chula no Twitter e tal, o que não é justo”, defendeu.
 
“Eles estão tentando fazendo o trabalho deles da melhor maneira possível e não é justo dizer que eles fizeram um trabalho ruim. É bom olhar para o regulamento para ver o que podemos mudar ou tirar”, concluiu.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube