F1

Verstappen minimiza opinião do público sobre postura agressiva: “As pessoas não entendem pilotos”

Max Verstappen acredita que quem vê corridas pela televisão não pode entender a diferença entre certo e errado na Fórmula 1 – dicotomia muito vivida pelo holandês em 2018. “Também posso dar opinião sobre futebol, mas não sei nada”, comparou
Warm Up / Redação GP, de Berlim
 Max Verstappen (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Max Verstappen segue sem levar a sério as críticas de quem o acompanha de fora das pistas. O holandês, frequentemente criticado por ser agressivo demais, contra-atacou: de acordo com Max, público e imprensa não são capazes de avaliar o que se passa na cabeça de um piloto de Fórmula 1.
 
“O começo de 2018 não funcionou para mim, mas eu aprendi com isso”, recordou Verstappen, entrevistado pelo jornal holandês ‘De Telegraaf’. “Todos estavam contra mim de uma hora para outra, mas eu sigo com a abordagem que eu tenho agora. Frequentemente dizem ou escrevem coisas com as quais eu não concordo. As pessoas não podem entender pilotos porque nunca experimentaram isso. Se você pilota no limite, você erra”, seguiu.
 
Verstappen melhorou drasticamente de desempenho na segunda metade de 2018, quando venceu o GP do México durante uma sequência de cinco pódios seguidos.
Max Verstappen (Foto: Red Bull Content Pool)
“A F1 pode ter um ambiente muito cruel às vezes. Precisamos controlar as expectativas, não depois de três corridas e testes passados, coisa que neste esporte acontece com muita frequência. Ele vai ter tempo para se desenvolver. É um ambiente de muita pressão, e a primeira coisa que se faz na F1 é comparar com seu companheiro de equipe”, comentou o norte-americano.
O holandês, todavia, defende que segue tão agressivo quanto no começo do ano, quando erros e incidentes causavam grande perda de pontos. É que só um piloto, e não um leigo, poderia entender a diferença entre a boa e a má fase.
 
“Também posso dar minhas opiniões sobre futebol, mas eu não sei nada sobre isso, mesmo que eu pense que sei quando estou sentado na frente da televisão”, comparou Verstappen. “Quem se importa com o que eu penso sobre futebol? O técnico não vai começar a pensar ‘Max disse isso, então vou mudar isso’. Com as redes sociais, é tão fácil dar uma opinião sobre alguém ser sequer o conhecer, dizer algumas coisas que você não diria na cara. São guerreiros de teclado, é assim que os chamo”, encerrou.