Verstappen reclama de falta de potência e aderência e admite: “Estamos atrás de Mercedes e Ferrari”

Max Verstappen não está esperando um grande resultado no GP da Austrália. Reclamando de falta de potência e aderência, o holandês reconheceu que a Red Bull está atrás de Mercedes e Ferrari para a primeira corrida do ano

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
Max Verstappen parece que entregou os pontos em relação ao GP da Austrália. Neste sábado (25), o holandês admitiu que a Red Bull está com sérios problemas de potência e aderência e explicou que não é algo que o time possa corrigir já para a primeira prova do ano.

 
O jovem piloto reconheceu que os austríacos ainda estão consideravelmente atrás de Mercedes e Ferrari e praticamente descartou um grande resultado em Melbourne.
 
"Estamos atrás. Está faltando aderência, está faltando potência. Um pouco das duas coisas. Precisamos trabalhar muito no carro, ter mais downforce, mais aderência. Não dá para ter isso amanhã, mas sei que a fábrica vai trabalhar firme pensando mais para frente", disse.
Max Verstappen não está esperando fazer muito na corrida australiana (Foto: Red Bull Content Pool)
Verstappen contou que a passagem pela Austrália não está fácil e afirmou que a Red Bull ainda não encontrou os acertos adequados para o carro e para a pista.
 
"Até aqui tem sido um final de semana muito turbulento para mim. Não consegui dar tantas voltas e nós tentamos os mais diferentes acertos e sempre parece que não estamos ainda no caminho certo, então você quer mudar toda hora", completou.
 
Apesar das queixas, Verstappen vai largar em um mediano quinto lugar, atrás apenas das duplas da Mercedes e da Ferrari.
 

GRANDE PRÊMIO transmite todas as atividades do GP da Austrália de F1 neste fim de semana. Acompanhe tudo AO VIVO e em TEMPO REAL, com a estreia do livetiming.

 

PADDOCK GP #70 FAZ PRÉVIA DE ABERTURA DAS TEMPORADAS DE F1 E MOTOGP E LEMBRA PACE

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube