Vettel admite erro em largada e diz que 2º lugar foi “o máximo que deu”

Sebastian Vettel reconheceu que errou ao queimar a largada, mas disse também que a segunda colocação em Suzuka foi o provavelmente o máximo que dava para fazer, principalmente por conta da falta de ritmo da Ferrari em corridas

Sebastian Vettel não foi capaz de transformar a pole-position em vitória no GP do Japão, deste domingo (13), mas, ao menos, conseguiu segurar Lewis Hamilton para assegurar a segunda colocação em Suzuka.  O alemão ainda driblou a atrapalhada estratégia da Ferrari, para se colocar rápido no fim da corrida, quando teve de enfrentar as investidas do piloto da Mercedes.
 
O tetracampeão também se livrou de uma punição por queima de largada. Na posição de honra do grid, Vettel movimentou a SF90 pouco antes das luzes se apagarem, mas não obteve vantagem com erro. Ao contrário, demorou para sair do lugar e viu Valtteri Bottas lhe tomar a ponta da corrida.
Sebastian Vettel (Foto: AFP)
"Foi um erro meu", disse Seb a Paul di Resta após a bandeirada. "Foi pior do que uma má largada, foi um começo bem ruim para mim. A Mercedes foi rápida hoje completou. “As luzes ficaram acesas por um longo período e eu acabei perdendo o momento.”
 
Vettel ainda reconheceu que faltou ritmo de corrida à Ferrari em Suzuka, apesar da grande velocidade de reta. "Lewis teve de parar novamente, então apenas me certifiquei de tirar o máximo da situação, mas hoje faltou ritmo. Por isso, o segundo lugar foi provavelmente o máximo", acrescentou.

A Fórmula 1 retorna agora daqui a duas semanas, com o GP do México, o 18º da temporada 2019. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL

Paddockast #37
GRANDES RIVALIDADES INTERNAS 

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube