Vettel aplaude estratégia na Hungria, mas vê Ferrari com “muito trabalho por fazer”

Sebastian Vettel fica feliz com o terceiro lugar na Hungria, derrotando Charles Leclerc, mas não se ilude. O alemão vê a Ferrari com muito dever de casa na missão de ter o mesmo rendimento de Mercedes e Red Bull ainda em 2019

Sebastian Vettel foi terceiro no GP da Hungria deste domingo (4), resultado até bom para uma Ferrari que não se encontrou em Hungaroring. Foi motivo de celebração, incluindo uma boa jogada estratégia para superar Charles Leclerc. Só que o alemão não se ilude: o momento é de reflexão e trabalho para brigar de igual para igual com Mercedes e Red Bull.
 
Vettel precisou andar com pneus médios por 15 voltas além de Charle Leclerc, o que significou perda de tempo com falta de aderência. Só que valeu a pena, já que o pneu macio funcionou bem e permitiu um ataque contra o monegasco nas voltas finais.
 
“Eu estava em quarto e não tinha nada a perder, então adiamos o pit-stop por muito tempo no primeiro trecho e torcemos para os pneus macios aguentarem até o fim”, comentou Vettel. “Acabou sendo o pneu mais rápido no fim. Tivemos a oportunidade de nos aproximar e eu só tive uma oportunidade [de passar Leclerc], que eu aproveitei”, seguiu.
Sebastian Vettel foi terceiro na Hungria(Foto: Ferrari)

“A gente não tinha como ir contra aqueles caras [Mercedes e Red Bull], temos muito trabalho por fazer. Ainda há pistas pela frente que devem ser boas. Ainda não sabemos o que os outros vão fazer com atualizações e unidades de potência, mas nós sabemos que podemos melhorar”, destacou.

 
Vettel teve a companhia de Lewis Hamilton e Max Verstappen no pódio. Os dois tiveram uma briga particular, com o britânico levando a melhor na base da estratégia, fazendo a decisão de parar duas vezes funcionar.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube