Vettel aprova ritmo do RB9 em Melbourne, mas minimiza tempos: “Não é o mais importante”

Dominante durante todo o primeiro dia de treinos do GP da Austrália, Sebastian Vettel adotou a costumeira cautela e lembrou que há previsão de chuva para sábado, dia da definição do grid de largada da primeira corrida da temporada

 As imagens desta sexta-feira em Melbourne
 A volta virtual em Melbourne, narrada por Alonso
 Especial F1 2013, a temporada que vem com rótulo de imprevisível

Sebastian Vettel foi a grande estrela do primeiro dia da temporada 2013 da F1. O mais jovem tricampeão do mundo iniciou sua cruzada pelo tetra de maneira avassaladora. Inalcançável durante toda a sexta-feira (15), o alemão dominou as duas sessões iniciais de treinos livres do GP da Austrália, no circuito de Albert Park, exibindo sua melhor forma com a nova joia construída por Adrian Newey, o Red Bull Renault RB9.

Soberano, Vettel registrou 1min25s908 como melhor marca da sessão, sendo o único dentre os 22 pilotos do grid a andar abaixo de 1min26s. Rápido tanto com pneus médios quanto com os supermacios, o alemão comemorou o bom ritmo do RB9, mas minimizou os tempos obtidos em Melbourne ao dizer que isso “não é o mais importante”.

“Tenho de dizer que foi um dia muito bom para nós. Uma coisa é olhar para a tabela de tempos’, mas isso não é o mais importante hoje”, afirmou o alemão em entrevista coletiva concedida logo após a segunda sessão desta sexta-feira.

Vettel correu nesta sexta com capacete em homenagem a Felix Baumgartner (Foto: Getty Images)

“Claro que é bom saber que você está lá na ponta, tenho de dizer que foi um dia muito bom considerando que foi o primeiro da temporada. Não tivemos qualquer tipo de problemas, nenhum grande drama, então foi um dia muito tranquilo e cumprimos o nosso programa, então estamos felizes com isso”, comemorou o tricampeão do mundo.

Embora tenha demonstrado satisfação com o novo carro da Red Bull em Melbourne, Vettel lembrou que a previsão do tempo aponta boa possibilidade de chuva — cerca de 60 % — para o sábado, dia da definição do grid de largada.

“Nós sabemos um pouco mais do que ontem, isso é certo, mas acho que nós temos de estar cientes que as condições [climáticas] podem mudar. Alguns graus podem fazer uma grande diferença com esses pneus. Então, para hoje, acho que estamos bem felizes, mas amanhã será outro dia, então acho que há espaço para melhorar e precisamos manter nossos olhos abertos e ver o que acontece”, comentou Sebastian, com sua conhecida cautela mesmo depois da supremacia exibida pela Red Bull nesta sexta-feira.

“Quando nós chegamos, estava muito quente e, desde então, vem esfriando. O quanto isso terá impacto nos pneus e o quanto eles vão influir no equilíbrio do carro nós não podemos prever, mas temos de estar prontos para mudar”, afirmou o piloto, em tom de alerta. “Mesmo sendo um bom dia — e fiquei muito feliz com o equilíbrio do carro —, as condições vão mudar, então precisamos estar cientes disso e do que precisamos mudar e fazer as escolhas certas.”

Os pneus, entretanto, foram alvo de elogio por parte de Vettel, que aprovou os novos compostos levados pela Pirelli para Melbourne. “Acho que foram melhores do que nos testes [da pré-temporada]. Nós meio que esperávamos isso porque é um circuito bastante distinto, mas os pneus supermacios não duram muito tempo. Nós vimos que o pessoal veio e voltou a usar os pneus médios, mas eu acho que os médios devem ter um bom ritmo de corrida. Para a classificação, com certeza, tudo vai acontecer com os supermacios”, finalizou Vettel.
 

Curta a página do Grande Prêmio no Facebook
Siga o Grande Prêmio no Twitter

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube