Vettel chama de “absurda” nova regra da FIA que distribui pontuação dobrada no GP de Abu Dhabi

O alemão disse que a nova medida prejudica quem foi constante durante todo o campeonato e chegou à última corrida do ano com melhores chances de garantir matematicamente a taça

Tetracampeão, Sebastian Vettel não gostou nada da nova regra de pontos da F1 em 2014. Após a FIA decidir na segunda-feira (9) que a última corrida do ano – o GP de Abu Dhabi – terá pontuação dobrada, o piloto da Red Bull fez uma analogia com o futebol para dizer que essa situação é “absurda.”

“Isso é um absurdo e pune todo mundo que trabalhou duro durante a temporada toda”, disse o tetracampeão ao jornal alemão ‘Bild’. “Imagine se a última rodada do campeonato alemão de futebol de repente passa a valer o dobro de pontos”, declarou.

Sebastian Vettel guia na noite de Abu Dhabi (Foto: Getty Images)

Curiosamente, o novo regulamento não teria impedido que Vettel vencesse o campeonato de 2013 por antecipação. Como o piloto garantiu matematicamente a taça no GP da Índia, a única diferença é que ele precisaria esperar mais uma semana, até Abu Dhabi, caso as novas regras estivessem em vigor.

No entanto, a situação poderia ter sido um pouco mais complicada para o alemão. De acordo com o consultor da Red Bull, Helmut Marko, a intenção da FIA era que as últimas quatro etapas do ano tivessem um peso maior. “No início, foi planejado que dariam pontos em dobro nas últimas quatro corridas”, revelou.

Assim, além do GP de Abu Dhabi, o calendário do ano que vem ainda teria os GPs da Rússia, Estados Unidos e Brasil com peso dobrado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube