Vettel critica Rosberg e Hamilton por lentidão na volta de apresentação do GP da Rússia: “Ridículo”

Sebastian Vettel se irritou com o ritmo desenvolvido por Nico Rosberg e Lewis Hamilton na volta de apresentação e aquecimento dos pneus antes da largada do GP da Rússia, bem como durante o safety-car que foi acionado logo em seguida. Tetracampeão considerou postura desnecessária e perigosa

GP DOS EUA DE F1

TV Globo pode deixar de mostrar título ao vivo após 11 anos
Sebastian Vettel, que largou em quarto no GP da Rússia, criticou o ritmo de Nico Rosberg e Lewis Hamilton na volta de apresentação da corrida em Sóchi. O piloto da Ferrari julgou que a dupla da Mercedes estava andando devagar demais sem motivo para tal.

Quando os V6 turbo foram introduzidos na F1, a FIA precisou alertar os pilotos sobre o tema após algumas corridas, uma vez que eles estavam indo devagar demais na volta de apresentação para tentar ficar o mínimo de tempo possível parados no grid. Depois disso, houve um período sem reclamações, mas Vettel não gostou do que viu na Rússia.

Antes, no Japão, Rosberg acabou chegando muito rapidamente ao grid e precisou esperar mais pelo resto do grid. Ele interpretou que aquilo foi um dos fatores que o levou a perder a ponta para Hamilton na largada. Então, em Sóchi, novamente na pole, o alemão andou mais devagar. Mas o alvo principal da reclamação de Vettel, na verdade, foi o britânico, que também manteve um ritmo lento.

Na Rússia, Rosberg conseguiu defender a posição contra Hamilton na largada (Foto: AP)

"Eu pensei que ele estava andando devagar demais e sem motivo para tal. Não havia motivo para andar tão devagar. Se você quer agrupar o pelotão, pode fazer isso mais cedo, não lá no finalzinho. Então eu tentei falar para eles 'vai, anda', porque é ridículo", criticou.
 

"Você também precisa pensar que se você parar do nada e de uma forma agressiva, o efeito que isso tem cinco carros atrás de você é muito diferente do que quando você está só um carro atrás. A relargada também não foi feita do jeito certo. Tem uma regra", continuou.

 
"Na volta de apresentação, eu tentei mostrar para ele que não havia motivo para andar tão devagar. Eram os dois que estavam daquele jeito, e foi parecido na relargada. Então talvez seja necessário analisar isso novamente", cobrou.
VIU ESSA? DRONE SOBREVOA PISTA DO GP DO MÉXICO

determinarTipoPlayer(“15652751”, “2”, “0”);

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

No Brasil, Pedro Piquet viveu a doce rotina das vitórias. Agora, parte para o desafio de correr na F3 Euro….

Posted by Grande Prêmio on Sexta, 23 de outubro de 2015

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube