Vettel diz que Red Bull tem muito para aprender, mas não demonstra preocupação: “Não é um drama”

Piloto alemão contou que Sepang é um pouco diferente de Melbourne, por isso a Red Bull vai precisa aprender algumas coisas para a segunda etapa da temporada

Sebastian Vettel dominou o treino classificatório para o GP da Austrália e conseguiu a primeira colocação sem problemas, mas o desempenho na corrida não foi dos melhores. Com os pneus apresentando um desgaste acima do normal, o piloto alemão não conseguiu mais do que a terceira colocação na etapa de abertura do campeonato.

Vettel admite que Red Bull tem muito trabalho a ser feito (Foto: Getty Images)

Ele contou que Sepang é mais uma pista de corrida do que Melbourne, por isso a Red Bull vai precisar fazer uma nova adaptação para o final de semana, que prevê temperaturas altas em todos os dias de atividade.

“Você tem uma base do acerto, que usamos na maior parte do tempo, então você muda um pouco para cada tipo de pista. Aqui é diferente de Melbourne, que é mais um circuito de rua. Aqui é mais uma pista de corrida. É diferente, com velocidades mais altas nas curvas e, assim, você precisa se adaptar um pouco mais”, explicou.

Mesmo com a cobrança por um bom desempenho, o alemão não viu o início de temporada como algo para gerar preocupação na Red Bull. “Há muitas coisas que ainda temos que aprender. Só se passaram alguns dias [do GP da Austrália], por isso não é um drama”, encerrou o atual tricampeão da F1.

As informações do GP da Malásia em tempo real
Especial F1 2013, a temporada imprevisível
A volta virtual em Sepang, narrada por Massa
As imagens desta quinta-feira na Malásia

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube