F1

Vettel e Grosjean se reúnem com FIA e apresentam mudanças para temporada 2021

Após Hamilton e Hülkenberg, Sebastian Vettel e Romain Grosjean se reuniram com a FIA para debater o regulamento da temporada 2021 da Fórmula 1. Pilotos apresentaram quatro pontos importantes para a grande mudança que a categoria deve passar, desde pneus até teto orçamentário

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
A FIA realizou, na última terça-feira (23), uma nova reunião para discutir o regulamento da temporada 2021 da Fórmula 1. Após um encontro em junho, que teve a participação de Lewis Hamilton e Nico Hülkenberg, foi a vez de Sebastian Vettel e Romain Grosjean comparecem e apresentarem quatro pontos para melhorar o esporte.
 
Embaixadores da Associação de Pilotos, Vettel e Grosjean propuseram pneus que não superaquecem facilmente, uma aerodinâmica menos sensível, carros mais leves e um equilíbrio maior de forças, com melhor distribuição de premiações e um teto de gastos, visando uma competição igual na categoria.
 
Os pneus foram protagonistas da discussão, especialmente pelo desejo da FIA em introduzir compostos de 18", diferentes dos de 13" utilizados atualmente. A mudança aumentaria o peso dos carros em 25 kg.
 
"Jean Todt prometeu total apoio para nós", declarou Grosjean à revista alemã 'Auto Motor und Sport'. 
Sebastian Vettel (Foto: Ferrari)
Tetracampeão mundial, Sebastian Vettel adotou uma postura mais cautelosa ao falar da reunião, apontando a enorme burocracia na tomada de decisões e a falta de uma liderança para representar e confirmar as mudanças.
 
"Se continuarmos apenas a debater, nada vai sair disso. Em algum ponto, coisas terão que acontecer, mas isso não vai chegar a um fim se todo mundo tiver voz. Um precisa colocar a mão no regulamento e falar que está certo, por isso acredito que precisa ser uma tomada de decisão mais simples no futuro”, comentou o piloto da Ferrari.
 
Discussões sobre um possível retorno do abastecimento, banido após 2009, surgiram recentemente. Para Grosjean, o principal ponto a ser discutido é resolver os problemas com pneus, que são protagonistas de reclamações por parte de pilotos e equipes.
 
"Precisamos reduzir o peso dos carros para ajudar a Pirelli a desenvolver os pneus que precisamos. O sistema de freios é 8 kg mais pesado que agora, e os novos pneus vão trazer mais 25 kg. Os carros estão ficando mais pesados ao invés de mais leves", comentou o francês da Haas.
 
Ainda nas discussões sobre o peso dos carros, Grosjean sugeriu a mudança das unidades de potência para motores mais convencionais, descartada imediatamente pela FIA. A assinatura do novo regulamento é esperada para acontecer em outubro.
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.