Vettel entende que relação com Hamilton não vai mudar após polêmica em Baku e reforça: “Eu o respeito pelo piloto que é”

Apesar de todo o conflito escancarado com Lewis Hamilton depois da ‘briga de trânsito’ durante o GP do Azerbaijão, Sebastian Vettel não acredita que a relação com o rival vai se tornar pior daqui em diante. O alemão promete conversar com o piloto da Mercedes longe do alcance da imprensa: “Vamos esclarecer isso e seguir em frente”

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Sebastian Vettel procurou arrefecer a polêmica com Lewis Hamilton depois do explosivo GP do Azerbaijão do último domingo (25). Todo o conflito começou na verdadeira ‘briga de trânsito’ em Baku, na qual o alemão, irritado com o fato de seu rival ter ficado lento demais e ter freado à sua frente, não conseguiu evitar o choque na traseira do Mercedes #44 e, depois, jogou sua Ferrari para cima de Hamilton. Lewis se mostrou muito irritado com a postura de Vettel, mas o tetracampeão não acredita que a relação entre os dois vai mudar muito após tudo o que aconteceu nos últimos dias.

 
“Não vai ser diferente”, disse o alemão durante entrevista coletiva pouco depois da corrida em Baku. “Você acha isso? Eu não acho”, emendou Vettel ao replicar a pergunta de um jornalista durante a conferência de imprensa. Seb aposta no diálogo para procurar contornar a situação, mas disse que vai fazê-lo longe do alcance da mídia.
Sebastian Vettel aposta no diálogo para amenizar a polêmica com Lewis Hamilton (Foto: AFP)
“Estou disposto a resolver isso com ele e acho que não há muito o que resolver. Vou falar com ele quando vocês não estiverem lá. Talvez eu não seja inteligente o bastante, mas também não sou tão complicado”, declarou.
 
De qualquer forma, Vettel reforçou no seu discurso que respeita Hamilton enquanto piloto. “Eu não tenho problemas com ele. Eu o respeito muito pelo piloto que ele é, mas agora não é o momento certo para conversar porque vocês estão perto. Acho que vou fazer isso a sós com ele, e então vamos esclarecer isso e seguir em frente”, comentou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O discurso pacificador de Vettel contrasta com a fala bastante assertiva e irritada de Hamilton, que classificou o comportamento do rival como “nojento”. O britânico disse também que não ficou surpreso com a atitude de Seb e ressaltou que falta controle emocional ao piloto da Ferrari.

 
“Primeiramente, ele não tem meu número. A conversa que vamos ter será na pista, isso é o mais importante para mim. E eu vou ganhar o campeonato da maneira correta", garantiu Hamilton, que agora só pensa em derrotar o rival de todas as formas. “O que eu quero matar isso nessas últimas 12 corridas. Quero vencer as próximas 12 corridas”, bradou o tricampeão.
POLÊMICA MOSTRA QUE VETTEL PISOU NA BOLA E HAMILTON FOI MALANDRO EM BAKU

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube